Servidores de Porto União querem manter Vara Trabalhista


A ameaça de fechamento da Vara do Trabalho de Porto União está mobilizando a comunidade da região. Sem juiz designado para a Vara, depois da remoção do juiz titular, os servidores foram informados, depois de contato com a Secretaria da Presidência do TRT, que a unidade será extinta. Os servidores, que têm casa, filhos na escola, toda uma vida estruturada na comunidade mobilizaram-se, chamaram a atenção da comunidade local para os efeitos dessa decisão em toda a região, principalmente para a população carente, e conseguiram audiência com o presidente do TRT, juiz Jorge Luiz Volpato.
Os seis servidores da Vara, junto com advogados, sindicalistas e prefeitos, estarão em Florianópolis amanhã para discutir a situação. A audiência acontece às 14 horas, no TRT. Em carta enviada ao Sintrajusc, os servidores solicitaram auxílio e relataram a situação. O Sintrajusc estará presente na audiência, para se solidarizar com os colegas e discutir a situação. Leia abaixo a íntegra da correspondência eletrônica recebida pelo Sintrajusc.

Carta dos Servidores da VT de Porto União

“Os servidores desta Unidade Judiciária estão passando pela seguinte situação atualmente: o Juiz Titular desta Unidade, Dr. Nivaldo Stankiewicz, foi removido para a 4ª VT de Joinville, em 12.07.2006. Desde então, contrariamente à praxe do TRT 12ª Região, que costumeiramente abre inscrição no dia seguinte, não foi aberta a inscrição para novo Juiz Titular.
Preocupados com a situação, em razão de ‘boatos’ sobre a ‘possibilidade’ de fechamento desta Unidade, entramos em contato com o Tribunal e fomos informados pelo próprio Secretário da Presidência, Sr. Marcos V. Haberbeck, de que REALMENTE há a intenção de EXTINGUIR esta Unidade, razão pela qual ainda não se abriu a referida inscrição para Juiz Titular. Nos informou, ainda, que o Tribunal apenas aguarda reunião do Pleno para decidir a questão, o que deverá ocorrer em breve.
Estamos tentando mobilizar as partes interessadas, quais sejam, OAB/PR, OAB/SC, Prefeitura de Porto União e União da Vitória/PR e os advogados atuantes na área trabalhista para que isso não ocorra, pois, não apenas os servidores desta Unidade, mas também a própria população carente, será visivelmente prejudicada.
Gostaríamos de saber de que forma o Sindicato pode nos auxiliar nesta luta, pois somos em poucos servidores (apenas seis).
Contamos com seu apoio.
Atenciosamente
Servidores da Vara do Trabalho de Porto União”.