Sintrajusc aguarda posição do TRE-SC sobre o requerimento para volta ao trabalho remoto


O Sintrajusc aguarda posição do TRE-SC sobre o requerimento do Sindicato para volta ao trabalho remoto. Nesta segunda-feira (17), tivemos a informação de que o ofício, protocolado dia 11, estava na Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP).

O TRE-RS já publicou, dia 10, portaria revogando o retorno ao trabalho presencial e restabelecendo o regime de plantão extraordinário. A decisão, expressa pela portaria 1104/2022, decorre do aumento do número de casos de Covid-19 e do agravamento da crise sanitária por conta da variante ômicron, situação que não é diferente da de Santa Catarina. O Supremo Tribunal Federal (STF) também autorizou que Unidades Administrativas do Tribunal adotem o regime de trabalho remoto até 31 de janeiro.

O Sindicato requereu ainda ao TRE-SC as seguintes medidas em relação aos cuidados com os servidores que estão em trabalho presencial:

-Facilitar a testagem como forma de apoio à detecção precoce de contaminados.

-Garantir o distanciamento social seguro.

-Garantir e oferecer processo de educação em saúde para os servidores e para as demais pessoas que trabalham no mesmo ambiente, como terceirizados, direcionados às práticas seguras de higienização de mãos com água e sabão ou álcool gel, higienização de superfícies e outras práticas relacionadas à prevenção da Covid-19.

-Garantir ambientes de trabalho com a condição de ventilação e renovação de ar adequadas.

-Uso imperioso de máscaras, com prioridade absoluta para o modelo N95 (PPF2), que se mostrou o modelo mais efetivo para barreira de transmissão viral.

Leia notícia publicada no dia 11 sobre o protoloco do requerimento:

https://www.sintrajusc.org.br/stf-autoriza-teletrabalho-devido-a-alta-da-covid-19-sintrajusc-oficia-tre-sc/

Leia notícia publicada sobre o retorno ao trabalho presencial no Rio Grande do Sul:

https://sintrajufe.org.br/ultimas-noticias-detalhe/tre-rs-revoga-portaria-que-estabelecia-retorno-ao-trabalho-presencial-e-define-volta-ao-regime-de-plantao-frente-ao-avanco-da-pandemia/