– PLANO DE SAÚDE DA JUSTIÇA FEDERAL


Fonte: SINTRAJUSC

     Ontem dia 14 de abril, o Coordenador do Sintrajusc, Paulo R. Koinski, juntamente com os coordenadores do Sintrajufe/RS Zé Oliveira e Jair do Sinjuspar/PR, estiveram na sede do TRF4 para apresentar documento com argumentações aos desembargadores titulares e suplentes que compõem o Conselho de Administração do TRF.
  
     O documento entregue (disponível no site do Sintrajusc) foi reforçado pessoalmente por outros argumentos como:
– Até o momento embora solicitado não tivemos acesso aos dados que comprovam a origem do déficit de R$ 5,7 milhões;
– A falta de acesso a estes dados também não nos permite verificar o porquê da desproporcionalidade do déficit alegado, sendo que dos 5,7milhões, apenas dez por cento deste valor é relativo aos estados do Paraná e Santa Catarina;
– Se o plano tem problemas históricos? Porque em 2009 não houve prejuízo? Pois, houve devolução de valores pagos pelos servidores;
– Segundo estudo do Economista Whashigton Moura, do SINTRAJUSC, no último ano o TRF4 teve um tratamento bem diferenciado para pior quanto aos orçamentos dos demais TRFs; o que reforça a tese de que é preciso lutar por orçamento;
– Também nas exposições que fizemos aos Desembargadores Federais ressaltamos que na prática os valores dos procedimentos representam um aumento de gastos violento de aproximadamente três vezes os valores pagos pelo servidor conforme a resolução 18;
    
     Finalizando, os sindicalistas ressaltaram que este é um problema de toda a categoria e que as medidas tomadas unilateralmente pelo Conselho Administrativo do TRF4, não resolvem o problema; é preciso se debruçar sobre os dados, para avaliar, desde a questão orçamentária até a glosa de valores pagos à Unimed e a estrutura de fiscalização e controle adotados nas três Seções Judiciárias do Sul.
     
-Veja abaixo mais fotos de Daniel Borges/RS da reunião dos sindicalistas em Porto Alegre ontem (14/04).