Painel sobre saúde do trabalhador abre os trabalhos de hoje do 6º Congrejufe


As atividades do 6º Congresso Nacional da Fenajufe tiveram início neste segundo dia com os debates sobre saúde do trabalhador. O médico do trabalho e assessor do Sintrajufe/RS, Rogério Dornelles, foi o palestrante do painel, abordando os problemas de saúde ocasionados por pressão contra os trabalhadores, por assédio moral, assédio sexual e precárias condições de trabalho. Dornelles apresentou um estudo feito em várias categorias, em que mostra os índices de depressão, stress, LER/Dort e vários outros tipos de doenças do trabalho. Confira mais tarde matéria com mais detalhes sobre o painel saúde do trabalhador.
Logo após o primeiro painel do dia, os delegados e observadores assistirão à apresentação das teses gerais e específicas. Serão apresentados primeiro os textos: Mobilizar para avançar; Em defesa da Fenajufe; Por um Judiciário Democrático; Fenajufe de luta, desatrelada da CUT e do governo; Fenajufe autônoma e democrática: com lutas para avançar e conquistar; Para avançar: conhecimento, independência e responsabilidade; Com lutas para a Fenajufe: Fenajufe fora da CUT e desatrelada do governo Lula; e Mobilizar para avançar. Rumo à construção de uma sociedade sem exploração de classe, sem machismo, sem racismo e sem homofobia.
Em seguida, serão apresentadas as seguintes teses específicas: Abaixo aos tabeliões; Assédio moral nas relações estatutárias; Técnico Judiciário é superior: plano de carreira; Polícia judicial: uma necessidade cada vez mais real; O conflito árabe-israelense: a água pode trazer a paz; Um plano de carreira para os servidores da Justiça Federal; A situação dos negros e afro-descendentes brasileiros no serviço público; Projeto de Lei para pagamento dos passivos do Judiciário Federal aos servidores; e Pela reestruturação e criação de cargos e funções na Justiça Eleitoral: em busca da isonomia e de melhores condições de trabalho para os servidores lotados nos cartórios.
Logo após a apresentação das teses, também serão debatidas as propostas de alteração do estatuto da Fenajufe.
Cada autor terá 15 minutos para defender as teses gerais e 5 minutos para as teses específicas. Todas as teses estão disponíveis no sítio da Fenajufe, no link especial 6º Congrejufe.

Leonor Costa – De Gramado/RS