Comando Nacional de Greve orienta manter mobilização para garantir avanço nas negociações


Por Marcela Cornelli

Reforçar as mobilizações e realizar rodada nacional de assembléias nesta terça-feira, dia 8 de junho. Essa é a orientação do Comando Nacional de Greve e de Mobilização do Judiciário Federal e do Ministério Público da União, que se reuniu neste último sábado (5/6), em Brasília. No encontro, representantes de 12 estados (MT, SC, PE, PB, PI, RS, MA, PA, SP, GO, BA e DF) avaliaram a greve nacional da categoria e decidiram que os sindicatos devem antecipar as assembléias desta semana para amanhã, com o objetivo de unificar as atividades em todos os estados.

Neste dia, a categoria deve avaliar o resultado da reunião que a Fenajufe terá com o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Nelson Jobim, prevista para ocorrer hoje.

A confirmação da audiência depende do encontro que o ministro terá hoje com a equipe econômica do governo, incluindo a Casa Civil, o Ministério do Planejamento e o Ministério da Fazenda.

Nesta reunião, Nelson Jobim deverá acertar com o Executivo o conteúdo da proposta de projeto de lei sobre o aumento da GAJ, a ser encaminhado ao Congresso Nacional logo em seguida.

Sobre pauta de reivindicações

Na reunião do Comando Nacional, os diretores da Fenajufe esclareceram aos representantes das entidades estaduais que foi apresentado ao Supremo Tribunal Federal a pauta de reivindicação geral e específica da categoria, sendo estabelecidos como prioritários os seguintes pontos: aumento da GAJ para 50% com incorporação, instituição da jornada de seis horas em todos os órgãos do Judiciário, equiparação dos benefícios entre os tribunais, antecipação da última parcela do PCS e elaboração do plano de carreira dos servidores do Judiciário e MPU.

Na audiência, o ministro Nelson Jobim considerou justas as reivindicações dos servidores, mas disse que naquele momento iria se empenhar para garantir junto ao Executivo o aumento da GAJ para 30%, equiparando-a com o percentual aplicado no MPU, e que os demais pontos seriam remetidos à Comissão Interdisciplinar no STF.

A partir desse esclarecimento na reunião do Comando, ficou definido que as assembléias avaliem a contraproposta apresentada pelo ministro de aumento da GAJ para 30%. É preciso considerar que a proposta ainda será finalizada após as negociações da cúpula do Judiciário com o Executivo. Por isso, esta semana será decisiva para a luta atual da categoria, tornando-se fundamental que os sindicatos mantenham e reforcem as mobilizações para que haja avanços no processo de negociação entre a cúpula do Judiciário e o Executivo.

Reforçar o Comando em Brasília

O Comando Nacional de Greve se reúne, a partir de hoje, todos os dias às 9h e às 18h, na sede da Fenajufe. No momento, há representantes de três estados em Brasília (RS, MT e BA), além dos diretores da federação. A reunião de sábado deliberou que os estados em greve e em processo de mobilização mandem seus representantes para Brasília.

Fonte: FENAJUFE