CJF suspende julgamento do reenquadramento dos auxiliares após pedido de vista. Relatório só beneficia quem ingressou até 1992


O CJF (Conselho da Justiça Federal) apreciou hoje o processo CJF-ADM-2013/00238, que trata do reenquadramento dos auxiliares da Justiça Federal. Segundo o coordenador da Fenajufe, Edmilton Gomes, que acompanhou a sessão, o relatório da ministra Maria Thereza de Assis Moura foi favorável ao reenquadramento somente para os servidores que ingressaram como auxiliares na Justiça Federal até 1992.

No entendimento do dirigente, a medida não contempla as reivindicações da categoria e trata de forma diferenciada os servidores das Justiças Federal e do Trabalho. “Queremos isonomia com os trabalhadores da Justiça do Trabalho, cujo reenquadramento beneficiou aqueles que ingressaram até 1996 no serviço público”, afirmou Edmilton.

A Fenajufe continua acompanhando a tramitação do processo, que teve pedidos de vista do presidente da 4ª Região, Tadaaqui Hirose, e orienta os sindicatos que representam os servidores de todos os tribunais regionais federais a procurarem os respectivos presidentes dos TRFs com o intuito de buscar apoio ao reenquadramento de todos os auxiliares.