Teresina ganha poesia de delegado catarinense


Por Marcela Cornelli

No último dia, antes de se encerrarem as votações do Plano de Lutas, o plenário foi tocado por uma poesia escrita por um delegado de Santa Catarina. Enquanto os participantes retornavam ao plenário do intervalo do almoço, a diretora do Sintrajusc, Ângela Albino, leu a poesia escrita por Robak Barros.

O poema diz assim:

Marizabel

Marizabel é uma menina
Conhecida em Teresina
Uma mistura com arro[i]z.
Tem carne seca temperada,
Desfiada e acompanhada
Com salada pra nós dois.
Testemunhei uma paixão, meu camarada,
Vou contar só bem depois…
Ao sabor do bacuri
Acompanhei Marizael
Com seu olhar da cor do mel
No coração do Piauí.
Eu suprimi minha tristeza
Ao ouvi tanta beleza
D’uma amiga potiguar
Fiz uma emenda aditiva
Nem precisei fazer defesa
Pra minha tese confirmar.
Minha proposição substitutiva
É trocar na roda viva
A nossa forma de lutar.
Todo suor das nossas lutas
Escorreu num dia só,
Como sabor de muitas frutas
Na balada do forró.
Não vou embora.
Sem ouvir Os Caipora
Eu vou sair Brasil a fora
Com saudades do lugar.

Robak Barros
Coordenador Regional Sul do SINTRAJUSC

Fonte: FENAJUFE