Servidores levam reivindicações à presidência dos Tribunais


Em reunião realizada na quarta-feira, 26 de agosto, com a Presidência do TRT, a Coordenação do SINTRAJUSC apresentou as principais reivindicações dos servidores, entre as quais o repúdio à proposta de Gratificação de Desempenho (GD) feita pelos Diretores Gerais dos Tribunais Superiores. O Sindicato solicitou que a Administração do Tribunal se posicione contra a GD, que trará sérias desvantagens para a categoria, como o salário variável e a quebra da paridade entre ativos e aposentados.
O Sindicato informou ainda que em 10 de setembro a categoria fará um Dia Nacional em defesa do Plano de Carreira. “Estamos mobilizando os servidores porque a proposta dos Diretores Gerais traz o risco de desfazer a luta de uma década, que consolidamos com o PCS3”, disse a coordenadora Denise Zavarize.
A Coordenação da FENAJUFE também se reuniu com o presidente do TST, Ministro Milton de Moura França, para falar sobre a revisão salarial e o Plano de Carreira dos servidores. O Ministro afirmou que é a favor das reivindicações, principalmente em relação à Gratificação de Desempenho, e garantiu que vai conversar com o Diretor Geral do TST e com o Secretário Geral do CSJT (Conselho Superior da Justiça do Trabalho) para explicar os argumentos apresentados pela Federação. Ele disse, no entanto, que a FENAJUFE precisa convencer os Presidentes e Diretores Gerais dos demais Tribunais Superiores sobre suas reivindicações. Os representantes da Federação responderam que o apoio da Justiça do Trabalho é fundamental, uma vez que esse ramo do Judiciário representa mais de 40% da categoria.
O SINTRAJUSC convoca os trabalhadores a mais uma vez, no dia 10 de setembro, mostrarem a capacidade de mobilização. A GD é uma armadilha que irá nos custar caro, e tem que ser engavetada no STF.
 
Saúde
Outro assunto tratado na reunião com a Presidência do TRT foi a situação da assistência médica. Segundo levantamento feito pela Assessoria Jurídica do Sindicato, em 4 de agosto havia uma dotação autorizada para 2009 de R$ 2,2 milhões, e naquela data apenas R$ 1,209 milhão havia sido liquidado, ou seja, ainda restam quase R$ 993 mil a serem liquidados.
A Administração respondeu que dispõe de valores apenas para o pagamento da GEAP, mas não para o Auxílio Assistência Saúde. Para estes, foi solicitado crédito adicional suplementar, conforme ofício datado de 25 de agosto. O SINTRAJUSC, com base nos dados orçamentários do Tribunal, irá continuar atento para evitar ainda mais prejuízos aos trabalhadores.