Reajuste linear digno deve nortear lutas de 2005


Por Imprensa

Na última sexta-feira, dia 26/11, servidores federais de diversas categorias organizadas na Cnesf participaram da última plenária nacional de 2004.

Na avaliação dos participantes, o encontro foi pequeno em relação aos outros devido à realização dos congressos nacionais de diversas categorias que ocorrem nesse período. Participaram 34 delegados e 16 observadores de vários Estados do país.

Na plenária foi feita uma avaliação da Campanha Salarial 2004 e discutida a elaboração da Campanha Salarial de 2005. Antes dos debates, as entidades nacionais deram os informes sobre suas atividades específicas.

Os representantes da Fenajufe, Roselene Melo e Cláudio Azevedo, deram os informes sobre o Seminário Nacional sobre a revisão do PCS, realizado no último dia 21 e o calendário de atividades dos servidores do Judiciário e MPU. Da base do Judiciário, participaram servidores de São Paulo, Rio Grande do Sul e Piauí.

Os delegados presentes à plenária aprovaram realizar a próxima plenária nacional no Fórum Social Mundial, em Porto Alegre, cuja data específica será ainda definida pela Cnesf. Nesse encontro, os servidores federais irão definir os eixos da Campanha Salarial 2005.

De acordo com a avaliação da Plenária, o principal ponto que norteará a pauta de reivindicações é o reajuste salarial linear para o funcionalismo federal. Para a diretora Roselene, “a unificação da campanha salarial dos servidores públicos federais, mais do que nunca é necessária, pois as perdas se acumulam, e tanto o governo de FHC como o de Lula, ao mesmo tempo que reconheceram o direito do funcionalismo ao reajuste anual, apresentaram pseudo-reajustes, como o de 3,5%, em 2002, e 1%, em 2003”. Ainda de acordo com ela, além das medidas jurídicas, as entidades nacionais presentes à plenária deverão convocar os servidores para uma grande mobilização para a campanha salarial de 2005.

Fonte: Fenajufe