No Senado, Paim pede que Câmara vote PEC paralela da Previdência


Por Imprensa

Em sessão no plenário do Senado Federal, o senador Paulo Paim (PT-RS) fez um apelo à Câmara federal, para que os deputados votem de imediato a PEC paralela da Reforma da Previdência, conforme acordo firmado entre todos os partidos políticos do Congresso, com aval do Executivo, no ano passado.

“Essa PEC 77, que atenua os rigores da reforma previdenciária, interessa a milhões de brasileiros porque garante a paridade entre os servidores da ativa e aposentados, melhorando o tratamento dado aos aposentados por invalidez. Espero que o espírito de Natal contamine os deputados e os faça votar, de maneira definitiva, essa proposta” afirmou o senador, segundo informações da Agência Senado.

Paim contestou, ainda, iniciativa da Comissão Mista de Orçamento de fixar o valor do salário mínimo, para vigorar a partir de 1º de maio próximo, em R$ 283. Segundo ele, somente as condições já asseguradas pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) aumentariam o mínimo para R$ 294,20. O senador manifestou esperança de que seja ultrapassada a barreira dos R$ 300,00.

Fonte: Agência Senado