Paralisação do INSS em SC teve 70% de adesão


Por Marcela Cornelli

A paralisação ontem dos servidores do INSS em SC teve 70% de adesão. A principal Agência da Previdência Social na Grande Florianópolis, a da Esteves Júnior, fechou as portas. Também aderiram as Agências da Palhoça, de São José, de Biguaçú, do Kobrasol e o prédio da Superintendência Estadual. Alguns municípios do interior paralisaram por uma hora e São Miguel do Oeste fechou as portas nos dias 9 e 10 de dezembro.

Amanhã, dia 12, na Plenária Nacional da Fenasps, os delegados de Santa Catarina levarão o indicativo, aprovado em assembléia, de greve por tempo indeterminado pelo cumprimento do acordo de greve. Na avaliação da categoria os servidores da Previdência e Saúde precisam se mobilizar para melhorar a proposta de Carreira apresentada pelo governo, que não cumpre o acordo de greve e não mantém os direitos conquistados.

Segundo o SINDPREVS/SC, o projeto de Carreira apresentado não inclui todos os trabalhadores do Ministério da Previdência Social (MPS) na carreira, não traz qualquer repercussão para os que recebem complementação de salário mínimo, exige nova opção individual; não garante a paridade entre ativos e aposentados, e traz uma avaliação de desempenho individual e coletiva para o pagamento da gratificação instituída.

Fonte: Sindprevs-SC