Movimentos sociais exigem democratização da comunicação durante visita do presidente da RCTV da Venezuela


Nesta quinta-feira, dia 28, o dono da RCTV, Marcel Granier, participa em São Paulo de “ato em defesa da liberdade de imprensa” que está organizado pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Associação Nacional de Jornais (ANJ) e outras entidades patronais do setor de comunicação. O ato começouàs 14h30 no Hotel Meliá Mafarrej.
Para fazer frente a esse ato, que pretende defender apenas os interesses das grandes corporações de TV, movimentos sociais, organizações da sociedade civil e entidades que lutam pela democratização da comunicação fazem hoje um ato político, em frente ao Hotel, pela garantia de liberdade e o direito à comunicação de todos os cidadãos, não apenas para os donos de TVs.
Marcel Granier é o dono da RCTV, emissora cuja concessão não foi renovada na Venezuela. O fato gerou um bombardeio dos oligopólios da mídia internacional sobre o governo de Hugo Chávez, inclusive no Brasil. Ele está aqui para junto aos seus colegas empresários da mídia brasileira, defender a “liberdade de imprensa”. Na verdade, o objetivo das empresas de comunicação brasileiras é criar uma blindagem sobre suas próprias corporações, a fim de evitar que esse debate seja feito no Brasil.
Esse será um ato em defesa da pluralidade, da diversidade, das rádios comunitárias, do acesso aos meios de comunicação e ao conhecimento por toda a população, do fim das oligarquias na mídia. Em defesa de tantas outras bandeiras históricas construídas com o objetivo de democratizar a comunicação, assim como a sociedade brasileira como um todo.
Não custa lembrar que este ano dezenas de concessões de rádio e TV vencem no Brasil, inclusive, algumas da própria Globo. Os diálogos entre Granier e os empresários brasileiros, certamente, têm relação com isso.
Entre as entidades e movimentos que convocam para o ato está a Consulta Popular, a Executiva Nacional de Estudantes de Comunicação Social (Enecos) e o Coletivo Brasil de Comunicação (Intervozes), estão convocando. O ato é às 14h30 no Hotel Meliá Mofarrej (Alameda Santos, 1437, próximo ao metrô Trianon).

Fonte: MST