Marcha a Brasília chamada pela CUT ganha adesão de mais centrais sindicais


Por Imprensa

Representantes de várias centrais sindicais aderiram na tarde de ontem à “Marcha a Brasília em defesa do Salário Mínimo”, que está sendo organizada pela CUT e que será realizada de 13 a 15 de dezembro.

Já confirmaram presença a Força Sindical, a CGT (Confederação Geral dos Trabalhadores), a CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil) a SDS (Social Democracia Sindical), a CAT (Central Autônoma dos Trabalhadores) e outras entidades.

A expectativa é de que cerca de quatro mil pessoas participem da caminhada que reivindicará salário mínimo de R$ 320,00 em 2005 e correção na tabela do Imposto de Renda de 17%.

Além disso, os sindicalistas exigirão que o Congresso Nacional formule lei fixando uma política de recomposição do salário mínimo. Os participantes também estão elaborando carta aberta que será entregue ao Congresso no dia 15 de dezembro.

Fonte: CUT