Greve fortalece categoria


Em Assembleia realizada nessa terça-feira (2) na Justiça Federal em Florianópolis, os servidores votaram pela manutenção da Greve até que o reajuste dos servidores do Poder Judiciário seja realidade.
Na sexta-feira (29), ficaram marcadas assembleias diárias para avaliação do movimento na JF.
O objetivo do movimento é pressionar um acordo entre o Poder Judiciário e o Governo para que o PL 7920/2014, substitutivo do PL 6613/2009, seja aprovado no Congresso e sancionado pela presidenta Dilma (PT) ainda neste ano.
A continuidade da Greve é importante nesse momento que é ano eleitoral, já que no próximo ano pode ser mais difícil conseguir um movimento forte como esse. Já que chegamos até aqui, não devemos sair de mãos abanando!
Atualmente servidores de 18 estados e Distrito Federal estão mobilizados em reivindicação ao reajuste.

A hora é agora!
É preciso lutar para garantir a vitória.

Servidores confiantes no movimento

A participação de um representante de SC no Comando Nacional nesta quarta-feira (3) em Brasília vai colaborar na organização da mobilização. Assim, durante a assembleia desta quarta-feira (3), vai se buscar transmitir contato ao vivo com o companheiro Sérgio Mendonça que estará junto ao Comando.

Luzmarina Silva, que trabalha há 15 anos no Judiciário Federal, diz estar confiante no movimento e no atendimento da reivindicação, e aponta que em termos de movimento, a Greve está trazendo um fortalecimento da categoria. De acordo com ela, após terminar a Greve, a ideia é fazer um grupo permanente para discutir a situação e temas que dizem respeito à categoria, bem como participar mais ativamente das atividades do Sindicato.
Se encontrasse com a presidenta Dilma, Luzmarina diria: “Presidente, nós temos cumprido nosso dever no serviço público há muitos anos. Cumpra seu dever, agora!”. Com certeza, a maioria dos servidores do Judiciário faz coro com as palavras da companheira .
 

Dia 10: Ato público em defesa da autonomia e da independência do Judiciário

Outro debate que está sendo impulsionado por meio dessas mobilizações é a necessidade da independência e autonomia do Poder Judiciário em relação ao Governo. Para isso, o Sindicato convoca a categoria a participar de Ato Público no próximo dia 10, quarta-feira, às 15 horas, em frente ao Tribunal Regional Eleitoral, na Capital.
Em reunião setorial, no dia 2, os servidores do TRE decidiram não fazer mais as paralisações diárias de uma hora para concentrar esforços na preparação do Ato Público.