Goiás, Espírito Santo e Rio Grande do Norte entram na greve. Confira quadro nacional


BRASÍLIA – 07/11– Desde a segunda-feira [31], a greve por tempo indeterminado conta com a participação de 16 estados, a partir da adesão dos servidores do Judiciário Federal de Minas Gerais. Com isso, o movimento nacional tem a participação da Bahia, Mato Grosso, São Paulo, Amazonas, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Justiça do Trabalho da 15ª Região, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Piauí, Alagoas, Justiça Federal do Ceará, Justiça do Trabalho de Rondônia e do Acre e agora de Minas Gerais.

Nesta segunda-feira, 7 de novembro, os colegas de Goiás e do Espírito Santo deflagram a greve por tempo indeterminado. No dia 9, o movimento aumentará ainda mais com a adesão dos servidores do Rio Grande do Norte.

Confira o quadro abaixo.

Greve por tempo indeterminado

Sindjufe-BA: Em greve por tempo indeterminado desde o dia 1º de junho. O movimento atinge as Justiças do Trabalho, Eleitoral e Federal. Nesta sexta-feira [04] foram realizados assembleia e arrastão na JF para fortalecimento da greve. Na próxima segunda [07] serão realizados arrastões.

Sindijufe-MT: Em Mato Grosso, os servidores, que já estão em greve por tempo indeterminado desde o dia 7 de junho, continuam a paralisação pela aprovação do PCS. O número de participantes na assembleia triplicou em relação à semana passada. As nove varas Trabalhistas do TRT-23 aderiram à greve, assim como o Fórum Trabalhista de Várzea Grande. Na Justiça Federal a 7ª Vara entrou em greve nesta sexta-feira [04], juntando-se aos servidores da 1ª, 2ª, 4ª e 6ª Varas, além da Turma Recursal, Protocolo, Distribuição, Digitalização e Oficiais de Justiça. No TRE da capital e do interior, a categoria também se mobiliza para fortalecer a greve. Além da capital, a greve atinge Barra do Garças, Santo Antônio do Leverger, Guaratã e Várzea Grande.

Sintrajud-SP: Os servidores da Justiça Federal, do TRF e da Justiça do Trabalho da Barra Funda estão em greve. Na capital a greve também segue forte no TRF-3ª, no Fórum Pedro Lessa, Execuções Fiscais, Criminal, Previdenciário, Juizado Especial Federal, Administrativo e JT/Barra Funda. No Interior, na Justiça Federal: Araraquara, Americana, Lins, Araçatuba, Guaratinguetá, Guarulhos, Marília, Piracicaba, Santos, São Carlos, São José dos Campos, Taubaté, Tupã, Ribeirão Preto, Sorocaba, Avaré, Cubatão, Guarujá, São José do Rio Preto e Campinas. Justiça Trabalhista: Itapecerica da Serra, Mauá, Ribeirão Pires, Guarulhos, Suzano, Osasco, Santos, Praia Grande, São Vicente, Cubatão Guarujá, São Bernardo do Campo, Ferraz de Vasconcelos, Poá, Suzano, Mogi das Cruzes e Barueri. A próxima assembleia geral será no dia 8 de novembro, terça-feira, no Fórum das Execuções Fiscais.

Sitra-AM/RR: Os servidores da Justiça do Trabalho no Amazonas entraram em greve por tempo indeterminado no dia 4 de outubro.

Sintrajufe-MA: Em greve por tempo indeterminado desde o dia 10 de outubro. Iniciada em São Luís, a greve atinge Caxias, Matões, Bacabal, Barão de Grajau, Imperatriz e Timom. A Justiça Eleitoral de João Lisboa, também na Região Tocantina, aderiu à greve. Nesta sexta [04], os grevistas fizeram, de manhã, um ato público na Praça Deodoro, no centro de São Luís. A greve também deve ganhar ainda a adesão dos servidores do Ministério Público da União.

Sindjuf-PB: Os servidores do Judiciário Federal da Paraíba iniciaram a greve no dia 13. Além da capital, os servidores da JF de Campina Grande também aderiram ao movimento. Atos públicos serão realizados semanalmente pela aprovação do PCS e uma nova assembleia geral ficou definida para o dia 10 de novembro, às 14h, na Justiça Federal. O TRT suspendeu os prazos processuais enquanto durar a greve e definiu os serviços essenciais no período.

Sintrajufe-RS: Os servidores gaúchos iniciaram no dia 17 a greve por tempo indeterminado. Na JT, a greve conta com 33 cidades, na JF com 14 e na JE com 4.

Sindiquinze-SP: Os servidores da JT da 15ª Região iniciaram a greve por tempo indeterminado no dia 18. Nesta quinta-feira [03], o Fórum Trabalhista de Marília e os servidores da 6ª Vara do Trabalho de Campinas atenderam ao chamado do Sindiquinze e aderiram à greve. Além deles, nesta sexta-feira [04], os Oficiais de Justiça da Vara do Trabalho de Mogi-Guaçu também paralisaram as atividades. Em Araçatuba, Itu e Sorocaba, reuniões realizadas com os grevistas deliberaram seguir a decisão da Assembleia Geral Extraordinária de Campinas e manter o movimento paredista. Estão em greve servidores de Adamantina, Andradina, Araçatuba, Araraquara, Américo Brasiliense, Campinas, Dracena, Garça, Itararé, Itu, Limeira, Marília, Mogi-Guaçu, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Ribeirão Preto, São Carlos, São João da Boa Vista e Sorocaba.

Sintrajuf-PE: Em Pernambuco, os servidores da JE seguem com a greve pela aprovação do PCS. Nesta quinta-feira [03] a concentração dos grevistas foi na Central de Atendimento do Forte das Cinco Pontas pela manhã e na sede do Tribunal a partir das 13h. Estão fechados 40 cartórios eleitorais da Região Metropolitana e interior do Estado. Os servidores estão mantidos os serviços essenciais, como emissão de certidão eleitoral e expedição do título de eleitor. Antes de serem realizados, os atendimentos passam por uma triagem.

Sisejufe-RJ: Os servidores do estado do Rio de Janeiro entraram em greve por tempo indeterminado no dia 19. No dia 9 será realizada uma grande passeata, a fim de ocupar a avenida Rio Branco, no Centro do Rio. Também no dia 9, ao final da caminhada, uma ato público será realizado em frente à sede do TRE. Segundo levantamento, 44% das Zonas Eleitorais estão paralisadas e na Justiça Federal, a adesão seria de 40% dos servidores. O comando destacou a grande adesão que vem ocorrendo no Interior do estado.

Sintrajufe-PI: Os servidores do Piauí iniciaram a greve por tempo indeterminado no dia 20. A OAB do Piauí pediu suspensão dos prazos devido à paralisação. Esta quinta [03] foi marcado pela reflexão da categoria se deveria ou não manter a greve. A concentração aconteceu na Fazendinha, e a assembleia, que discutiu o tema, durou mais de duas horas e decidiu pela manutenção da greve.

Sindjufe-MS: Os servidores do Judiciário Federal e do MPU em Mato Grosso do Sul deflagraram a greve por tempo indeterminado no dia 20.

Sintrajufe-CE: Os servidores da JF do Ceará iniciaram a greve por tempo indeterminado no dia 24. Em assembleia geral, realizada nesta quinta-feira [03], os servidores da JF, por ampla maioria, continuar em greve. No encontro os servidores decidiram, ainda, que as mobilizações devem ser intensificadas e ampliadas visando atingir todas as varas da JF.

Sindjus-AL: Os servidores de Alagoas entraram em greve por tempo indeterminado no dia 25. Nesta sexta-feira [04], a concentração foi em frente ao prédio das Varas Trabalhistas. Na segunda-feira [07], a concentração será às 8h, no prédio das Varas Trabalhistas; e na terça-feira [08], às 7h30 uma caravana irá Arapiraca, saindo um ônibus da porta das Varas Trabalhistas.

Sinsjustra-RO/AC: Os servidores da Justiça do Trabalho de Rondônia e do Acre aderiram no dia 26 de outubro.

Sitraemg-MG: Os servidores de Minas Gerais deflagraram a greve por tempo indeterminado a partir da segunda-feira, 31 de outubro. Em assembleia realizada nesta quinta-feira [03], os servidores decidiram promover atos públicos diários para marcar o movimento grevista no estado. Nesta sexta-feira, o ato foi em frente ao prédio da JF. E na segunda-feira [07], o encontro dos grevistas será no prédio do TRE. No interior, a greve atinge a Divinópolis [JT e JF], Araxá [TRT], Juiz de Fora [JF – 1ª e 3ª Varas e Setor Administrativo], Uberlândia [JF]. Em Formiga, as duas varas do trabalho irão aderir à greve a partir de segunda [07].

Sindicatos que já definiram a entrada na greve

Sinpojufes-ES: Em assembleia no último dia 28, os servidores do Espírito Santo decidiram entrar em greve por tempo indeterminado no dia 7 de novembro, próxima segunda-feira A decisão foi tomada por unanimidade. Nesta quinta e sexta-feira [03 e 04], o sindicato promoveu paralisações parciais, caminhada e visita em todos os órgãos do Judiciário em Vitória, chamando a categoria para a greve.

Sinjufego-GO: Os servidores do Judiciário Federal em Goiás, reunidos em assembleia realizada na tarde dessa quinta-feira [03], deliberaram pela retomada da greve a partir da próxima segunda-feira [07].

Sintrajurn-RN: Os servidores do Judiciário Federal do Rio Grande do Norte decidiram em assembleia, no final da manhã desta sexta-feira [04], entrar em greve por tempo indeterminado a partir da próxima quarta-feira [09]. Os servidores do TRT e da JF, que já estão em estado de greve desde o dia 26 de outubro passado, a partir da próxima semana cruzam os braços, junto com os servidores do TRE, garantindo 30% dos setores essenciais para receber as urgências como garante a lei de greve.

Da Fenajufe, com informações dos sindicatos filiados