Brasil pode ter a segunda maior taxa real de juros do mundo


Se o governo decidir aumentar em 0,5% a taxa Selic, amanhã, quando o Copom encerrar a primeira reunião do ano, o Brasil pode voltar a ter a segunda maior taxa real de juros do mundo, perdendo apenas para a Turquia. Os brasileiros não têm o que comemorar, ao contrário dos banqueiros, estes, sim, com motivos de sobra para estourar rolhas de garrafas de champanha.

Fonte: Agências de Notícias