Veja quadro atualizado da greve pelo PCS


A greve nacional dos servidores do Judiciário Federal completa hoje 20 dias. Depois da luta pela aprovação do PL 5845/05 na Comissão de Constituição e Justiça, agora a categoria se mobiliza para que o governo apresente, o mais rápido possível, uma proposta de implementação do PCS que contemple às reivindicações dos trabalhadores. Hoje, em Brasília, foram realizados atos públicos em frente ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e no Palácio do Planalto, que contaram com a participação de mais de 1,5 mil servidores do Judiciário de vários estados e do Distrito Federal.

Sindjus/DF – A greve continua no DF.Hoje a categoria participou de ato público junto com mais de mil servidores do Judiciário de vários estados.

Sintrajud/SP – A categoria em São Paulo aprovou hoje dar continuidade à greve. A próxima assembléia estadual será quarta-feira [28/06], às 14h. A adesão no estado é de: TRE – 50%; JT/2ª Região – B. Funda – 61% das VTs / 80% dos Oficiais de Justiça, além da 17 cidades do interior; Justiça Federal – TRF – 50%, além de 13 cidades do interior.

Sindjufe/BA – Os servidores dos três ramos do Judiciário Federal na Bahia decidiram dar continuidade à greve. Na segunda-feira [26], a categoria realiza nova assembléia unificada, com “arrastão” na Justiça Federal. O movimento tem boa adesão em Salvador nos três ramos do Judiciário. Na Justiça do Trabalho, o movimento grevista atinge, total ou parcialmente, 31 cidades do interior. Na Justiça Eleitoral, mais de 50 zonas eleitoral no interior da Bahia já aderiram à greve. Na Justiça Federal, são três as cidades do interior em greve.

Sintrajufe/RS – A categoria gaúcha aprovou permanecer em greve. 26 oficiais de justiça da Central de Mandado da Justiça Federal em Porto Alegre também aderiram à greve. Das 30 VTs de Porto Alegre, 26 registram adesão à greve. Na Justiça do Trabalho, também participam do movimento pela aprovação do PCS servidores de 33 cidades do estado. Na Justiça Federal, em Porto Alegre há adesão em 10 varas, de sete setores do Administrativo da JF e de 11 setores do TRF.

Sindiquinze/SP – O quadro de greve no TRT da 15ª Região atinge 102 das 153 varas na região. Há greve em 57 cidades, incluindo Campinas.

Sintrajusc/SC – Os servidores das Justiças Federal e Trabalhista de Santa Catarina continuam em greve por tempo indeterminado.

Sitraemg/MG – Em Minas, a greve continua. Hoje, mais uma to público foi realizado com boa participação da categoria. No TRT da capital, nos setores de protocolo, atermação e distribuição apenas as chefias estão trabalhando. As 1ª, 18ª, 22ª, 28ª, 30ª, 33ª varas trabalhistas paralisaram totalmente as atividades. Outras varas trabalhistas estão trabalhando com quadro reduzido. Os oficiais de justiça de Belo Horizonte [TRT] continuam cumprindo apenas os mandados emergencias. A participação dos agentes de segurança na greve é de 55%. No TRE, a adesão é cerca de 90%. Também participam da greve 25 cidades do interior mineiro.

Sintrajuf/PE – A greve por tempo indeterminado continua firme em Pernambuco. A adesão no TRT e nas varas do trabalho da capital continua em torno de 100% e também há greve em várias cidades do interior do estado. Os servidores da Justiça Eleitoral também fazem greve. O sindicato constatou um crescimento na greve no TRE e em alguns cartórios eleitorais. Na Justiça do Trabalho estão paradas a maior parte do prédio-sede e as varas de quatro bairros além das três do prédio da Sudene. Na região metropolitana do Recife e no interior, pararam 21 varas, e mais seis varas pararam parcialmente.

Sindjuf/PA-AP – Os servidores do TRT e do TRE no Pará continuam firmes na greve. Das 16 varas trabalhistas da capital, 10 estão totalmente paralisadas e seis parcialmente. A central de mandatos, a distribuição e o protocolo permanecem 100% paralisados, mantendo apenas serviços emergenciais. No interior paraense, estão paralisadas totalmente sete varas.
– Em Macapá, capital do Amapá, a greve continua na Justiça Federal e no Fórum Trabalhista, com quatro varas trabalhistas paradas totalmente. Os servidores do TRE deliberarão em assembléia a entrada no movimento paredista.

Sindijufe/MT – A greve em Mato Grosso continua por tempo indeterminado. Na capital, estão em greve servidores dos três ramos do Judiciário Federal. No interior, o movimento grevista tem a adesão dos servidores de Cáceres, Rondonópolis, Sinope e Tangará da Serra.

Sisejufe/RJ – Os servidores do TRE e da JF da avenida Rio Branco estão em greve por tempo indeterminado. No TRE, a sede está totalmente parada, além de seis cartórios da capital. Os servidores das unidades da JF da avenida Venezuela, na capital, fizeram paralisação de 24 horas nesta quarta-feira. Em São João do Meriti, na Baixada Fluminense, os servidores paralisam as atividades por três horas. No TRF a paralisação é de duas horas. No TRT acontecem mutirões para convencer os servidores a aderirem ao movimento grevista.

Sindjuf/PB – Os servidores da Justiça do Trabalho na Paraíba decidiram, a partir desta semana, manter 1/3 dos trabalhos nas Varas da Capital e de Campina Grande e na sede do TRT trabalhando, o restante dos trabalhadores dessa Justiça continuam em greve por tempo indeterminado. No TRE, os servidores realizam reuniões de avaliação diárias. Os servidores da JF fazem paralisação de três horas.

Sinjuspar/PR – Os servidores da Justiça Federal em Curitiba continuam em greve. Funcionários da 3ª, 4ª, 6ª, 7ª, 8ª Varas Cíveis, 1ª Vara Criminal, a Vara do Sistema Financeiro de Habitação, Vara Previdenciária, as 3 Varas de Execução Fiscal, o Setor Administrativo da Central de Mandados [CEMAN] todos aderiram a greve. No interior do Paraná, seis cidades estão em greve com adesão de 70% dos servidores.

Sinje/CE – Os servidores da Justiça Eleitoral no Ceará aprovaram hoje dar continuidade à greve por tempo indeterminado. A adesão é de cerca de 50% e a greve atinge o TRE e algumas zonas eleitorais da capital.

Sitraam/AM – Sinjeam/AM – Além de Manaus, com cerca de 80% da categoria em greve, e de Boa Vista, capital de Roraima, com 100% de adesão na vara trabalhista, estão em greve os servidores da JT de 11 cidades do interior do Amazonas. No TRE, em Manaus a adesão é de 100% dos servidores. No interior, a greve na JE está em torno de 60% em oito cidades. Na Justiça Federal, o sindicato está realizando manifestações diárias.

Sinjufego/GO – A greve continua em Goiás. Além dos três órgãos do Judiciário na capital, no interior 31 cartórios eleitorais e cinco varas trabalhistas estão em greve.

Sinpojufes/ES – Os servidores da Justiça do Trabalho no Espírito Santo continuam a greve por tempo indeterminado. Já os trabalhadores das Justiças Federal e Eleitoral realizam paralisações parciais diárias de duas horas. Na Justiça do Trabalho a adesão dos servidores à greve é de cerca de 70%.

Sindjus/AL – Os servidores do TRE, do TRT e da Justiça Federal de Alagoas fazem greve por tempo indeterminado.

Acre – Os servidores da Justiça Federal do Acre farão greve por tempo indeterminado a partir de amanhã. Na Justiça Eleitoral no estado, os trabalhadores realizam paralisações parciais de três horas diárias. Na segunda-feira [26], os servidores da JE realizarão assembléia para definirem se também irão aderir à greve.

Sintrajufe/MA – Os servidores da Justiça Federal também realizam greve por tempo indeterminado. O sindicato ainda realizará assembléias no TRT e no TRE.

* Sintrajurn/RN – Os servidores do TRT e TRE do Rio Grande do Norte estão realizando mobilizações e paralisações diárias até que o PCS seja aprovado.

* Estados onde a categoria ainda realiza paralisações parciais para definir sobre a greve por tempo indeterminado.

Fonte: Fenajufe e Sindicatos