Servidores rechaçam fragmentação e cobram do STF negociação das reivindicações do conjunto da categoria


Durante a Reunião Ampliada da Fenajufe, realizada na quinta-feira (20/03), o coordenador da Fenajufe, Saulo Arcangeli, falou sobre a reunião que teve com o chefe de gabinete do STF, Silvio Albuquerque, para cobrar a instalação da mesa de negociação permanente e resposta à pauta de reivindicações da categoria. Silvio disse que o ministro Joaquim Barbosa estaria disposto a instalar a mesa, mas que apresentaria uma contraproposta. Sobre a pauta, Silvio disse que não havia avanços. Com relação a PEC 59/13, a Fenajufe solicitou que o CNJ faça uma nota técnica contrária à proposta de criação de estatuto único para todo o Judiciário, nos âmbitos federal e estadual.

Também falaram sobre a fragmentação da carreira, principalmente sobre o avanço de servidores do Supremo em busca de uma carreira própria. A respeito desse ponto, o coordenador da Fenajufe, Cledo Vieira, informou ainda que a proposta já estaria pronta no STF para criar uma carreira específica para o órgão que ignora o conjunto da categoria e que a qualquer momento pode ser levada por Joaquim Barbosa à apreciação dos ministros em sessão administrativa. Propostas com esta também estão sendo gestadas no STJ e TSE. Elas foram alvo de muitas críticas durante a Reunião Ampliada. O plenário foi unânime em rechaçar a fragmentação da carreira, com a criação de classes distintas de servidores.

Depois de debater a questão, os servidores presentes na Ampliada aprovaram a seguinte resolução:

Todo apoio aos sindicatos filiados à Fenajufe.

Um golpe está sendo gestado contra os trabalhadores do Judiciário Federal. A proposta de carreira exclusiva para os servidores do STF e o grupo de trabalho no STJ com o mesmo objetivo abre caminho para o desmoronamento de nossa unidade nacional e coloca em questão a existência da própria federação.

Os 20 anos de nossa entidade serviram para nos ensinar que nossa força está na união de todos os ramos e graus do Judiciário Federal.

A posição dos sindicatos filiados contra a carreira exclusiva deve receber o mais amplo apoio da Fenajufe e de todos os sindicatos filiados.

Não a divisão da categoria! Reajuste para todos!

Calendário de mobilização

Foi marcado um ato nacional no STF para o dia 2 de abril contra a possibilidade de fragmentação da carreira e para cobrar a pauta de reivindicações do conjunto dos servidores do Judiciário Federal. Confira todo o  calendário aprovado na Ampliada:

– Estado de greve desde já contra qualquer proposta que não contemple as reivindicações do conjunto da categoria

– 28/03 a 05/04 – Rodada de assembleias nos estados para discutir o calendário e o indicativo de greve

– 02/04 – Ato Nacional no STF

– 09/04 – Dia Nacional de Paralisação

– 22 a 28/04 – Semana nacional de mobilização para a construção da greve

– 29/04 – Indicativo de data limite para que todos os sindicatos estejam em greve

– 10/05 – Reunião Ampliada da Fenajufe

 

Por Eduardo Wendhausen Ramos