Servidores da Justiça Federal de Florianópolis deliberam parar na terça-feira


Por unanimidade, cerca de 40 servidores da Justiça Federal, decidiram nesta sexta-feira, às 12h30min, parar na terça-feira. Até lá irão construir a greve com mais servidores que não estavam na Assembléia. Na segunda-feira, às 14 horas, eles realizam uma nova Assembléia Geral para discutir a mobilização.
A disposição dos servidores de aderir à greve cresceu após relatos do Comando de Greve sobre o quadro de adesão nos demais órgãos do Judiciário Federal de Santa Catarina e do país. “O momento é agora. Se a gente não mostrar força, união e coesão no nosso movimento nos próximos três dias, podemos amargar mais três anos sem o PCS”, enfatizou Paulo Koinski, diretor do Sintrajusc.
Já Nildomar Freire, o Nildão, do Comando de Greve, lembrou que a aprovação do PCS na Comissão de Finanças e Tributação, com votação prevista para a próxima quarta-feira, 17, só será vitoriosa com o fechamento de um acordo em torno da questão orçamentária. “Além da luta pela aprovação do PCS na CFT, temos que garantir orçamento para sua implantação ainda este ano”, disse Nildão. Segundo ele, é preciso saber de onde virão os recursos, caso contrário, nossa luta será cada vez mais difícil.
Na terça-feira, 16, é a vez de os servidores da Justiça Eleitoral realizarem assembléia, às 13 horas, em frente ao TRE. Na quarta-feira, data em que está prevista a votação do PCS na CFT, nova assembléia em frente ao TRT avalia a greve.