Greve está crescendo em todo o país: Confira quadro atualizado


BRASÍLIA – 11/05/06 – Com o resultado da sessão de ontem [10] da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados os servidores do Judiciário Federal em todo o país devem fortalecer a greve nos próximos dias. As assembléias dos estados onde a categoria já está em greve, decidiram pela continuidade do movimento até a aprovação do Plano, com o acordo fechado para a previsão orçamentária. Os sindicatos têm constatado novas adesões e a expectativa é que o movimento aumente em todo o país. Onde não há greve por tempo indeterminado, os sindicatos realizam atividades de mobilização e paralisações parciais. Alguns estados farão assembléias nesta sexta e segunda-feira [12 e 15], com a possibilidade de adesão à greve por tempo indeterminado.

Confira abaixo o quadro de greve atualizado nesta quinta-feira, 11 de maio.

Sintrajufe/RS – Os servidores do Judiciário Federal no Rio Grande do Sul decidiram na tarde de ontem [10] manter a greve por tempo indeterminado. O auditório das varas trabalhistas de Porto Alegre estava lotado, quando a categoria decidiu pela manutenção do movimento até a aprovação [com previsão orçamentária] do projeto 5.845/05. Com uma forte presença de servidores de Porto Alegre e do interior das Justiças Federal, do Trabalho e Eleitoral, os trabalhadores gaúchos manifestaram, em suas intervenções, a determinação de lutar até a vitória pela conquista do PCS. Enquanto isso, a greve no estados cresce a cada dia e a expectativa do sindicato é que na próxima semana, o movimento esteja mais forte.

Sintrajud/SP – A assembléia geral dos servidores do Judiciário Federal de São Paulo, ocorrida na tarde desta quarta-feira [10] no TRT da Barra Funda, contou com a presença de cerca de mil pessoas e aprovou a continuidade da greve por tempo indeterminado. Após a assembléia, os servidores fizeram uma mini-passeata ao redor do quarteirão do prédio do tribunal. De acordo com o Sintrajud, são os seguintes os índices de adesão ao movimento grevista: JT/Barra Funda – 60%; JT/Ribeirão Pires – 100%; JT/São; Bernardo – 90%; JT/Franco da Rocha – 100%; JT/Guarulhos – 90%; JT/Ferraz de Vasc – 80%; JF/Santos – 70%; JF/Exec. Fiscais – 50%; JF/Criminal – 50%; Juizado Esp [cap] – 30%; JF/Santo André – 70%; JF/Pedro Lessa – 40%; TRF – parcial; TRE – parcial; JT/Indaiatuba [15ª] – parcial; JT/Americana – parcial. Também entraram em greve nesta quarta-feira [10] os servidores da JT do Guarujá, Praia Grande e São Vicente, na Baixada Santista.

Sindjus/DF – Mais de mil servidores do Judiciário Federal no Distrito Federal aprovaram, por unanimidade, a manutenção da greve por tempo indeterminado. De acordo com o Sindjus/DF, 70% dos servidores do Judiciário Federal no Distrito Federal estão de braços cruzados. O sindicato pretende aumentar ainda mais o movimento grevista hoje com paralisação total dos servidores do TST e TRT e aumentar a adesão da categoria à greve nos demais locais de trabalho. Na tarde desta quinta-feira [11], os trabalhadores realizaram grande ato unificado, em frente ao STF. O objetivo da manifestação foi cobrar da presidente do Supremo, ministra Ellen Gracie, o fechamento do acordo entre o Poder Judiciário e o Poder Executivo. Depois do ato no STF, os servidores seguiram, em passeata, para o Palácio do Planalto. Lá os trabalhadores exigiram do governo Lula o atendimento das reivindicações dos servidores do Judiciário. Os manifestantes pressionaram para que o governo federal finalize as negociações com o Judiciário em relação à questão orçamentária.

Sitraemg/MG – Cerca de 700 servidores da ativa e aposentados do TRE, TRT e Justiça Federal em Minas Gerais decidiram, em assembléia realizada na tarde de ontem [10], dar continuidade à greve pela aprovação do PCS até quarta-feira [17], data prevista para apreciação do PL 5845/05 na CFT. Para manter a categoria mobilizada e aumentar a pressão para a aprovação do PCS, foi definido um calendário de atos públicos em Belo Horizonte, que serão realizados sempre às 12h.

Sindjufe/BA – Servidores do TRT e TRE da Bahia decidiram, em assembléia realizada na tarde desta quarta-feira [10], continuar a greve pela aprovação do projeto 5845/05. A decisão foi tomada por unanimidade. Na assembléia, ficou deliberado também a formação de um grupo para visitar os prédios do TRE e TRT do bairro de Nazaré, com o objetivo de ampliar a mobilização, e uma assembléia, na próxima segunda-feira, às 10h, no TRT. Dentro da programação de greve, já está definida nova vigília na próxima quarta-feira, no TRT do Comércio, a partir das 9 horas, seguida de almoço e de assembléia, ás 14 horas.

Sintrajuf/PE – Os servidores do TRE, em assembléia desta tarde, aprovaram aderir à greve por tempo indeterminado, a partir de hoje, com avaliação na próxima quarta-feira, 17 de maio. Na assembléia do TRT, os servidores decidiram continuar o movimento grevista. O sindicato constatou novas adesões. Em assembléia realizada na tarde de ontem [10], os servidores do TRF deliberam continuar com paralisações diárias de duas horas até a votação do PCS. Na terça-feira, o Sintrajuf/PE realizará um ato unificado, com concentração às 15h, no TRT, seguindo para a sede do TRE.

Sindjuf/PA-AP – Os servidores do Judiciário Federal do Pará e do Amapá decidiram ontem, 10 de maio, numa assembléia com mais de 300 pessoas realizada no hall do Tribunal Regional do Trabalho [TRT-8ª] manter a greve por tempo indeterminado, que hoje completa sete dias, nos Estados do Pará e Amapá. A deliberação aconteceu numa votação unificada, da qual participaram servidores do TRT-8ª, TRE-PA, Justiça Federal e Justiça Militar. A paralisação dos servidores da Justiça Eleitoral e Trabalhista chega a 60% e 80%, respectivamente.

Sindijufe/MT – A assembléia de ontem [10], em Cuiabá, na sede da Justiça Federal, contou com a presença de 180 servidores dos três órgãos do Judiciário Federal e aprovou a manutenção da greve por tempo indeterminado. A permanência na greve foi aprovada por ampla maioria, com avaliações diárias. Nesta quinta-feira, 11 de maio, a assembléia de avaliação ocorreu na sede da Justiça do Trabalho.Também ontem a Justiça Federal decidiu suspender os prazos.

Sintrajusc/SC – A Assembléia Estadual realizada hoje à tarde (10), no TRT, em Florianópolis, com cerca de 170 servidores do Judiciário Federal, decidiu manter a greve por tempo indeterminado. Na próxima quarta-feira, dia 17, há expectativa de que o PL entre novamente na pauta da Comissão de Tributação e Finanças, desta vez, já com acordo costurado com o governo, de forma a garantir os recursos necessários para o pagamento do PCS.

Numa assembléia muito representativa, com participação de colegas de várias regiões do Estado, a decisão, com nenhum voto contra dos servidores, foi de manter a mobilização e buscar novas adesões. Durante a Assembléia representantes de vários setores da capital e do interior fizeram relatos da paralisação.
Em alguns casos foi solicitado ao Comando de Greve realizar reuniões nos locais de trabalho para discutir novas adesões. Nesta sexta-feira, 12, será realizada assembléia setorial na Justiça Federal e, na segunda-feira, 15, no TRE, para discutir a adesão a greve.

Sintrajufe/PI – As assembléias de avaliação de ontem e hoje [10 e 11], em Teresina, os servidores do Judiciário Federal decidiram continuar a greve por tempo indeterminado, em todos os ramos do Judiciário. A concentração de hoje dos servidores em greve foi em frente ao Fórum Osmundo Pondes Nesta sexta-feira, 12 de maio, os grevistas vão se juntar em frente ao prédio sede da Justiça Federal. Na segunda-feira, 15 de maio, a categoria se reúne em frente à sede do TRE. As atividades de mobilizações do Sintrajufe/PI acontecem sempre na parte da manhã. Com o resultado da sessão de ontem da Comissão de Finanças, a expectativa do sindicato é de que a greve cresça a partir de hoje e fique ainda mais forte na próxima semana.

Sindiquinze/SP – O Sindiquinze/SP está construindo a greve pelo PCS em toda a 15ª Região, que abrange a Justiça do Trabalho de Campinas e região, com boa presença e atuação junto à base, que agora, mais do que nunca, sabe que precisa estar mobilizada para conquistar esta luta. Sete equipes de diretores do Sindiquinze percorrem os fóruns e varas trabalhistas do interior do Estado levando informes e chamando os servidores a aderirem à greve nacional por tempo indeterminado. Nesta quinta-feira aconteceu ato pelo PCS e abono dos dias parados na greve de março em frente ao TRT. A greve na 15ª Região atinge os seguintes municípios: São José dos Campos, Jacareí, Franca, Americana, Sertãozinho, Indaiatuba, São José do Rio Preto, Sumaré, Itanhaém, Ribeirão Preto, Campinas, Assis e Garça.

Sintraam/AM – Os trabalhadores da Justiça do Trabalho decidiram, em assembléia realizada ontem [10], dar continuidade à greve por tempo indeterminado pela aprovação do PCS. Também aderiram ao movimento grevista trabalhadores da Justiça Eleitoral. Na manhã desta quinta-feira [11], vários servidores fizeram arrastão nos prédios do Judiciário Federal para conscientizar a categoria da importância da continuidade da greve e da total adesão dos servidores. Na próxima quarta-feira, dia 17 de maio, o Sitraam/AM realiza nova assembléia para avaliar o movimento grevista e definir os rumos da luta pela aprovação do PCS.

Sinjuspar/PR – Os servidores da Justiça Federal do Paraná iniciou o movimento de paralisação nas varas das cidades do interior. Em Paranaguá, foi decidido, em assembléia, que a partir desta sexta-feira, 12 de maio, será deflagrada a greve por tempo indeterminado. Em Londrina a paralisação começou hoje, 11 de maio. Em Foz do Iguaçu será realizada assembléia hoje, com indicativo de inicio da greve a partir de amanhã. Em Francisco Beltrão, que já havia paralisado nos dias 08 e 09/05, voltará a paralisar a partir de segunda-feira, 15 de maio. As outras cidades do interior deverão realizar assembléias hoje ou amanhã, com boa chance de adesão à greve.

Sisejufe/RJ – Os servidores do Judiciário Federal no Rio de Janeiro decidiram continuar as paralisações para pressionar pela aprovação do PL 5845/05. Todos os ramos do Poder Judiciário Federal no estado participarão da luta pela aprovação do PCS. Confira o quadro mobilização no Rio de Janeiro: JF Rio Branco: Paralisação de duas horas, dias 11, 12 e 15. Greve de 24 horas nos dias 16 e 17 com mutirão nos prédios da JF. JF Venezuela: Mutirão nos prédios da JF dias 11 e 12. Greve de 24 horas nos dias 15, 16 e 17, com avaliação diária. TRE: Mutirão no Tribunal no dia 15 e paralisação no dia 16, de 14h às 16h, e no dia 17 vigília, de 12h às 14h. TRF: Mutirão no dia 16 e paralisação no dia 17, de 11h às 13h. TRT: Mutirão no dia 16 e assembléia com vigília no dia 17 de maio, a partir das 12h.

* Sindjus/AL – Em assembléias realizadas nesta quarta-feira [10/05], servidores da Justiça Eleitoral, Justiça do Trabalho e Justiça Federal em Alagoas decidiram realizar paralisação de 24 horas dia 17 de maio, quarta-feira, para pressionar o Congresso a aprovar o PCS. Ontem, 10 de maio, os servidores dos três órgãos no estado realizaram uma paralisação de 24 horas para acompanhar a sessão da CFT, que votaria o PL 5845/05.

* Sinje/CE – No Ceará, os servidores da Justiça Eleitoral estão em estado de greve na terça [09] e quarta-feira [10] realizaram paralisação de duas horas, das 14h30 às 16h30. O sindicato realizou hoje nova assembléia de avaliação na quinta-feira, 11 de maio. Até o momento, a Fenajufe não obteve informações do resultado da assembléia.

** Sinjufego/GO – O Sinjufego realiza novas assembléias hoje [11] para definir a adesão ao movimento grevista pela aprovação do PCS. Até o momento, a Fenajufe não obteve informações do resultado das assembléias em Goiás.

** Sinpojufes/ES – As assembléias setoriais de ontem [10] decidiram que a categoria realizará novas assembléias na segunda-feira, 15 de maio, para aprovar greve e paralisações nos três ramos do Judiciário Federal. Na segunda-feira, os trabalhadores do TRT realizarão assembléia às 12h, para deliberar pela greve por tempo indeterminado. No TRE, os servidores também realizarão assembléia na segunda-feira, às 19h, para discutir a paralisação por duas horas até quarta-feira [17/05]. A categoria do TRF realizará assembléia às 19h de segunda-feira. De acordo com o Sinpojufes/ES, é provável que os servidores do TRF acompanhem a decisão da assembléia do TRE.

* Estados onde a paralisação é parcial, de duas horas ou de 24 horas. Nos demais estados, a categoria já está em greve por tempo indeterminado.
** Sindicatos que ainda realizam assembléias, com possibilidade de aderir ao movimento grevista.

Da redação/Fenajufe