Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio critica reforma sindical


Por Marcela Cornelli

O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC), Antônio Alves de Almeida, criticou hoje a reforma sindical proposta pelo governo, ao assumir seu décimo mandato à frente da CNTC. “Sempre que se instala no país um novo governo as entidades sindicais são as mais visadas. Não se fala em reforma sem que o sindicalismo seja a primeira vítima”, afirmou.

A principal crítica do presidente da CNTC é quanto a proposta de se acabar com a unicidade sindical, em que só é permitida a existência de apenas um sindicato para representar uma categoria profissional por localidade. Almeida disse que isso enfraquece o movimento de luta dos trabalhadores.

Outro ponto questionado foi a liberação do trabalho no comércio aos domingos. Antônio Alves quer propor a criação de turno de seis horas diárias para os funcionários para aumentar as vagas de trabalho.

Fonte: Agência Brasil