PLC 28 pode ser votado no dia 10/06. Categoria precisa intensificar mobilizações nos próximos dias


O PLC 28/2015, que reestrutura a carreira e reajusta o salário dos servidores do Judiciário Federal, foi incluído na ordem do dia da sessão do Senado da próxima quarta-feira (10). A informação é confirmada pelo site do próprio Senado.

Dirigentes da Fenajufe, desde ontem (02), têm feito conversas com senadores para garantir o apoio de todos à aprovação do projeto. O foco, no momento, são os parlamentares da base do governo, para que ajudem nas pressões junto à equipe econômica visando avanço nas negociações e o fechamento do acordo necessário à implementação da revisão salarial.

Procurado pelos coordenadores da Fenajufe Edmilton Gomes e Mara Weber, acompanhados de Valter Nogueira, do Rio de Janeiro, e de Jailton Assis, do Distrito Federal, o senador Walter Pinheiro (PT-BA) confirmou seu empenho na busca de uma saída favorável ao pleito dos servidores nas negociações entre o Executivo, a cúpula do Judiciário e o Senado. O senador baiano afirmou, ainda, que o compromisso firmado pelo presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), é colocar o projeto em votação somente com o acordo formalizado entre as cúpulas dos poderes. No entanto, Pinheiro disse isso aos dirigentes da Fenajufe ainda antes de ser confirmada a inclusão do PLC 28 na ordem do dia da sessão da próxima quarta-feira.

Outro senador procurado pela Fenajufe foi Paulo Paim (PT-RS). Na mesma linha do colega de bancada, o senador do Rio Grande do Sul garantiu o seu apoio à reivindicação da categoria e se colocou à disposição para ajudar nas negociações.

Nesta quarta-feira (03), mesmo com a possibilidade de não haver sessão no plenário do Senado, devido ao esvaziamento da Casa em função do feriado de Corpus Christi nesta quinta-feira (04), a Fenajufe continua buscando novas conversas com senadores. O objetivo, segundo Mara Weber, é garantir o maior número possível de apoios no Senado para aprovar o projeto na próxima semana, aliado também às pressões junto ao STF, para que este cobre do Palácio do Planalto uma saída que garanta a aprovação do PLC 28 e a consequente implementação do reajuste salarial da forma como está no projeto em tramitação. Ainda hoje, os coordenadores da Fenajufe também tentarão se reunir com o diretor geral do STF, Amarildo Viana.

Greve é urgente

Com a possibilidade de o PLC 28 ser votado no próximo dia 10 de junho, a deflagração da greve por tempo indeterminado em todo o país torna-se ainda mais necessária e urgente. Até lá, é fundamental que a categoria atenda ao chamado da Fenajufe e dos sindicatos de base e garanta a construção de um movimento forte e unificado, que seja capaz de pressionar governo e STF a fecharem o acordo orçamentário.

Em vários estados a categoria paralisa os trabalhos desde ontem, garantindo a greve de 48 horas conforme calendário aprovado em reunião ampliada da Fenajufe. Entre esses estados estão Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Rondônia, Acre e JT da 15º Região. Outros estados fazem paralisação de 24 horas nesta quarta-feira, como o Distrito Federal, Goiás, Maranhão e Sergipe. Os demais promovem atos e assembleias para deliberar sobre a participação no movimento.

A orientação da Fenajufe é que em todo o país a greve seja deflagrada até o dia 10 de junho. Os servidores das Justiças Federal e Eleitoral do Paraná já deram a largada no movimento e estão de braços cruzados deste o último dia 25 de maio. Lá, a adesão da categoria à greve segue em processo de crescimento.

Já em Santa Cataria, em assembleia realizada na segunda-feira (01), os servidores decidiram paralisar os trabalhos por tempo indeterminado a partir da próxima segunda-feira, 8 de junho. Em São Paulo, a categoria já aprovou paralisação de 24 horas no dia 10, com assembleia ao final do dia para analisar a continuidade do movimento.

A expectativa, e a orientação da Fenajufe, é que todos os outros estados que ainda não aprovaram a data do início da greve, façam a avaliação nas assembleias desta quarta-feira e definam a adesão ao movimento, fortalecendo a luta em defesa do PLC 28 e sua imediata implementação.

É importante, ainda, que na próxima semana os sindicatos enviem representantes à Brasília para fazerem o trabalho prévio de “corpo a corpo” com os senadores e “lotarem” o Senado Federal na quarta-feira, quando o projeto deverá ser votado.

Clique abaixo para ver o projeto:

http://www.sintrajusc.org.br//th-arquivos/down_171951getpdf.pdf

Da Fenajufe, Leonor Costa

Foto: Joana Darc/Fenajufe