PC do B suspende deputados que votaram contra a reforma da Previdência


Por Marcela Cornelli

Seguindo os passos do PT, o PC do B puniu seus deputados que contrariaram a orientação da direção do partido nos dois turnos da votação da reforma da Previdência –nos dias 6 e 27 de agosto. Os federais Sérgio Miranda (MG) e Jandira Feghali (RJ) foram suspensos por oito meses das atividades da bancada na Câmara. Alice Portugal (BA), por cinco.

A sanção foi mais rigorosa aos dois porque integram a cúpula do partido. A punição foi determinada em reunião do Comitê Central –instância máxima da legenda–, em Brasília. Dos 51 membros do Comitê, 49 votaram a favor da resolução, com duas abstenções –justamente de Miranda e Feghali.

Além dos trabalhos do Congresso, Miranda e Feghali foram destituídos do Comitê Central. Feghali também perdeu o cargo de vice-líder do partido na Câmara. O quarto deputado que votou contra a reforma foi Afonso Gil (PI), que trocou a sigla há duas semanas para concorrer à Prefeitura de Teresina pelo PDT.

Fonte: Folha On Line