Participantes do Congrejufe avaliaram luta contra a reforma da Previdência


Por Marcela Cornelli

A CUT errou ao apresentar emendas à reforma da Previdência e ajudou com isso o governo a aprovar, no ano passado, a emenda constitucional que instituiu a taxação das aposentadorias e reduziu as pensões. É o que diz texto aprovado na plenária final de domingo, dia 2, do V Congrejufe, que faz um balanço da luta contra a reforma previdenciária.

“Desde o início das mobilizações contra a reforma da Previdência, a CUT, por conta de sua posição equivocada de propor emendas à PEC 40, ignorando a posição dos servidores públicos pela retirada, deixou de cumprir plenamente o seu papel contra mais esse ataque aos direitos dos trabalhadores”, diz trecho da emenda aprovada, que teve uma das votações mais acirradas de todo Congresso.

A avaliação aprovada diz que “a maioria da direção da CUT bloqueou a generalização da greve para os servidores estaduais e municipais, bem como a construção da unidade dos servidores públicos com trabalhadores do setor privado”, o que teria acabado com a possibilidade de derrotar a PEC 40.

Submetida a voto, a emenda foi aprovada por 133 a 123 votos.

Com informações do jornalista Hélcio Duarte, do SINTRAJUD/SP, que participou da cobertura do V Congrejufe