Paralisação começa bem em Florianópolis


Servidores dos três ramos do Judiciário Federal estão neste momento em frente ao TRT, aderindo à paralisação de 48 horas pelo PCS. Conforme informação do coordenador-geral do Sintrajusc, Robak Barros, há servidores das Varas do Trabalho, dos gabinetes, da Justiça Federal e da Eleitoral. O movimento começou bem, segundo a avaliação do coordenador-geral, e deve crescer ainda mais no decorrer do dia. Assembléia às 16 horas, em frente ao TRT, avalia o movimento em Santa Catarina. Outros segmentos de servidores públicos federais devem participar do ato público convocado pela Coordenação dos Servidores Públicos Federais em Santa Catarina, que também acontece às 16 horas, em frente ao TRT. No sábado, plenária do PCS discute a greve por tempo indeterminado da categoria.

Veja abaixo algumas informações sobre a paralisação no interior e em nível nacional

Varas de São José – alguns servidores pararam

Fraiburgo – servidores prometeram parar.

Assembléia da JT da 15ª Região adere à paralisação

Os servidores da Justiça do Trabalho da 15ª Região, no Estado de São Paulo, decidiram em assembléia encerrada há poucos minutos aderir à paralisação pela aprovação do Plano de Cargos e Salários do Judiciário. Ao final da assembléia os servidores decidiram já iniciar a participação na greve e realizar nova assembléia amanhã [quinta, 27] às 17 horas, em frente ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª, em Campinas. Estão paralisadas também as cidades de Assis e Indaiatuba. Em Marília paralisaram os servidores da 2ª Vara.

Paralisação em São Paulo começa a tomar corpo

A paralisação de 48 horas em São Paulo pela aprovação do Plano de Cargos e Salários começou bem. No fórum trabalhista da Barra Funda, que concentra 100 varas trabalhistas, 53 delas estão completamente paralisadas. Os fóruns da Justiça do Trabalho de Mogi da Cruzes, Poá e Ferraz de Vasconcelos também estão com as atividades parcialmente paralisadas, segundo informações do Sintrajud/SP.
Em Araçatuba, os servidores da Justiça Federal e da Justiça Trabalhista paralisaram as atividades 100%. Os trabalhadores se reuniram em frente ao fórum federal e estão distribuindo a carta aberta à população esclarecendo os motivos da paralisação, que já teve repercussões na imprensa escrita e televisiva.
Na Justiça Federal de Santos, os servidores também estão se concentrando em frente ao prédio e a adesão à paralisação está em torno de 70%. Na capital também estão sendo realizadas concentrações em frente aos fóruns de Execuções Fiscais, no TRF-3 e no fórum cível Pedro Lessa.
Os trabalhadores da Justiça Eleitoral realizam assembléia setorial desde as 13 horas e vão discutir a adesão ao movimento.

Greve na Bahia está forte na Justiça do Trabalho

Com um histórico de luta bastante forte, os servidores da Justiça do Trabalho na Bahia sempre têm feito as greves nacionais por novas conquistas para os servidores do Judiciário Federal. E desta vez não está sendo diferente dos outros anos. A greve de 48 horas pela aprovação do novo Plano de Cargos e Salários da categoria começou hoje com uma adesão de quase 100%.
De acordo com informações da diretoria do Sindjufe/BA, na capital, todas as varas, secretarias e protocolos estão parados, só tendo expediente parcial na segunda instância da Justiça do Trabalho. Dos 32 municípios do interior onde há fórum trabalhista, apenas um está com os trabalhos funcionando.
Na Justiça Federal, o sindicato realiza uma assembléia agora, a partir das 13h. A categoria decidiu parar hoje e amanhã durante duas horas, das 13 às 15h.
Já na Justiça Eleitoral, onde os servidores também decidiram acompanhar a paralisação de 48 horas, o resultado de adesão à greve só vai ser divulgado à tarde, uma vez que o expediente no TRE e nos cartórios eleitorais inicia somente às 13h.

Na Paraíba, greve de 48 horas tem boa adesão da categoria

A paralisação de 48 horas do Judiciário Federal na Paraíba começou com força total, segundo informou o Sindjuf/PB. Estão completamente paradas as Varas do Trabalho da capital e de Campina Grande, onde também recebeu adesão dos servidores das Zonas Eleitorais.
O TRE e a Justiça Federal param agora, a partir das 13h, com mobilização, panfletagem, carro de som, fogos e orquestra de frevo na entrada dos Tribunais.
Apesar da pressão de diretores da Justiça Federal, que têm cobrado trabalho dos diretores e chefes, a categoria continua mobilizada e ratificando a vontade de colaborar na conquista do PCS, paralisando hoje a amanhã. Também houve uma grande pressão para o não fechamento das Varas do Trabalho, mas os servidores resistiram e estão parados desde às 8 da manhã. No TRE haverá mobilização durante toda a tarde e orquestra a partir das 16h, na frente da sede da Justiça Eleitoral.

Servidores de Natal fazem ato público como parte das mobilizações

Os trabalhadores do Judiciário no Rio Grande do Norte optaram por fazer atos nos órgãos para marcar o calendário de mobilização pela aprovação do Plano de Cargos e Salários da categoria. Hoje, às 11h, o Sintrajurn promoveu uma manifestação no TRT, com a participação de vários servidores da Justiça do Trabalho. Neste momento, desde as 12h, a categoria está reunida no prédio da Justiça Federal. E no TRE, a manifestação com os servidores será às 14h. O sindicato realiza no fim da tarde de hoje assembléias em cada órgão do Judiciário para decidir as atividades que serão realizadas amanhã, segundo dia da paralisação nacional.

JT e JE no Amazonas fazem paralisação pelo PCS

Os servidores da Justiça do Trabalho no Amazonas estão em greve desde as 7h de hoje, horário em que começa o expediente nos órgãos. De acordo com o Sitraam/AM, a categoria continua a paralisação amanhã [27], conforme orientação da Fenajufe. Na Justiça Eleitoral, os servidores vão parar as atividades a partir das 13h, nos dois dias da mobilização nacional.

Greve na Justiça do Trabalho em Pernambuco começa forte

A paralisação de 48 horas na Justiça do Trabalho em Pernambuco iniciou hoje com boa adesão da categoria. Logo pela manhã, às 8h, o Sintrajuf/PE promoveu um café da manhã em frente ao TRT, no Recife, que reuniu um bom número de servidores.
De acordo com informações do sindicato, das 23 varas trabalhistas da capital, apenas oito estão funcionando, sendo que o restante está totalmente parado. No interior, em cinco varas os servidores aderiram totalmente à paralisação, e em outras cinco a adesão é parcial. Hoje à tarde, os servidores das Justiças Eleitoral e Federal param os trabalhos durante duas horas, das 13 às 15h. A paralisação pela aprovação do PCS do Judiciário continua amanhã, nos órgãos do Judiciário em Pernambuco.

Com informações da Fenajufe e dos Sindicatos