Nepotismo: 2.100 parentes já foram demitidos em 24 Estados


Ao menos 1.497 parentes de magistrados empregados em cargos de confiança nos Tribunais de Justiça de 12 Estados foram exonerados após o Supremo Tribunal Federal validar, na quinta-feira [16], a decisão favorável ao fim do nepotismo no Judiciário brasileiro. Com isso, são mais de 2.100 demitidos, segundo levantamento em 24 Estados apontado em matéria do jornal Folha de S. Paulo.
De acordo com a matéria, o TJ de Minas Gerais dispensou ontem 363 servidores. Também foram exonerados 212 parentes no Piauí, 113 no Rio Grande do Norte, 86 em Pernambuco, 45 no Espírito Santo e 19 em Mato Grosso do Sul. O Maranhão está concluindo a exoneração de 198 pessoas. Em Alagoas, até ontem, foram demitidas 138. No Paraná, 79 foram demitidas [31 já haviam sido demitidas]. Em Mato Grosso, 68 foram exonerados. Na Paraíba, dos 105 casos identificados, 80 estavam protegidos por liminares e perderam os cargos. As 118 exonerações na Bahia foram concluídas na semana passada.

Fonte: Fenajufe, com informações do jornal Folha de S. Paulo