Mulheres discutem concentração de pobreza em SC


Por Marcela Cornelli

A comissão externa da Câmara dos Deputados que estuda a feminização da pobreza no Brasil participou ontem (26/4) de audiência pública em Santa Catarina. O debate reuniu também mulheres do Rio Grande do Sul e do Paraná. Segundo a relatora da comissão, deputada Luci Choinacki (PT-SC), 25 % das mulheres da região Sul sustentam suas famílias.

De acordo com os depoimentos, trabalhadoras de baixa renda estão cada vez mais pobres, seja pela pouca remuneração do trabalho que desenvolvem ou por falta de uma política pública que contribua para melhoria de sua qualidade de vida. Estudos indicam que a pobreza se concentra nas mulheres porque elas têm menos oportunidade de emprego que os homens.

“Vamos verificar o cumprimento das responsabilidades do governo federal, dos governo estaduais e das administrações municipais. Não existe nenhuma política pública para a construção da cidadania das mulheres. Quanto mais pobres, menores são as condições de as mulheres deixarem seus filhos em uma creche para trabalhar”, afirma Choinacki.

Até o final do mês de junho, estão previstas audiências públicas nas regiões Sudeste, Norte, Nordeste e Centro-Oeste para conhecer a concentração de pobreza entre as mulheres e que medidas poderão ser tomadas.

O resultado dessas reuniões vai constar de relatórios que serão discutidos pela comissão externa. A intenção da comissão é propor políticas públicas para diminuir a diferença de renda entre homens e mulheres.

Fonte: Agência Câmara