Mortos por tsunamis na Ásia já somam 220 mil


O número total de mortos pelos tsunamis no Oceano Índico subiu para 226.566 ontem, depois de o Ministério de Saúde do Indonésia confirmar a morte de mais de 70 mil pessoas previamente consideradas desaparecidas. O presidente indonésio, Susilo Bambang Yudhoyono, disse em uma conferência de doadores em Jacarta, antes de o Ministério da Saúde divulgar o seu último balanço, que possivelmente nunca se saberá o número exato de vítimas da catástrofe. A Indonésia foi o país mais afetado pelas ondas gigantes geradas por um terremoto de 9 graus, que arrasaram a província de Aceh, no Norte da Ilha de Sumatra.
A ONU anunciou ontem que decidiu criar um sistema de alerta mundial de maremotos, durante a Conferência Mundial de Prevenção de Catástrofes que está sendo realizada na cidade de Kobe, no Oeste do Japão. A decisão deverá levar em conta as inúmeras propostas recebidas pela organização em razão do maremoto que devastou o Sul e o Sudeste da Ásia. Os especialistas da conferência, que também reúne entidades internacionais como a Organização Meteorológica Mundial e a Unesco, se pronunciaram em favor da criação de um sistema de alerta rápido para reduzir o impacto de desastres naturais. O anúncio foi feito em declaração simbólica, pois ainda não foi decidido o tipo de sistema que será usado.

Com informações do Correio do Povo