Mantega diz que Lula deu sinal verde para o aumento da GAJ


Por Marcela Cornelli

Ontem, no início da noite, diretores da Fenajufe e integrantes do Comando Nacional de Greve se reuniram com o Diretor Geral do STF, Miguel Fonseca, para obter informações da reunião do presidente do Supremo, Nelson Jobim, com o ministro do Planejamento, Guido Mantega, ocorrida na tarde de ontem. Segundo Miguel Fonseca, Guido Mantega informou que o governo está fechando os números em torno do impacto orçamentário e que, por isso, ainda não formulou uma contraproposta para ser apresentada ao Judiciário. Hoje, haverá uma reunião entre o Diretor Geral do STF e representantes do Ministério do Planejamento, onde serão trabalhadas simulações para implementação da GAJ.

Ainda de acordo com Miguel Fonseca, no encontro de ontem com o presidente do STF, o ministro Guido Mantega informou a posição do presidente Lula a respeito da reivindicação dos servidores. Segundo o ministro, no início desta semana o presidente deu “sinal verde” para o aumento de 12% para 30% da gratificação.

Na próxima semana, após a conclusão dos estudos orçamentários, o ministro Nelson Jobim irá se reunir novamente com Guido Mantega. Segundo o Diretor Geral do Supremo, a expectativa é que nesse próximo encontro seja finalmente apresentada uma contraproposta pelo governo.

Apesar do processo de negociação ainda está em curso e de não se ter até o momento uma proposta por parte do governo, em função do quadro real da greve em nível nacional, a Fenajufe e o Comando Nacional de Greve orientam que os estados suspendam o movimento paredista. Indicam também a manutenção do estado de greve e as atividades de mobilização. A Fenajufe está orientando que os sindicatos mantenham a categoria mobilizada e em alerta para definir os rumos da luta nacional. Ainda esta semana, a Federação deverá encaminhar uma convocatória de reunião ampliada para o próximo dia 18 de julho, em Brasília.

Fonte: Fenajufe