Maioria vota NÃO pela Privatização da Vale do Rio Doce


Durante toda esta segunda-feira [17], as planilhas de totalização do plebiscito popular pela anulação do leilão da Companhia Vale do Rio Doce ainda chegavam em quantidade na sede nacional da CUT.
Devido ao grande número de votantes em todo o país, tanto a CUT quanto o Comitê Nacional que coordena o plebiscito continuam a receber as planilhas.
Na primeira parcial, que inclui resultados totais das CUTs Goiás, Tocantins, Sergipe, Mato Grosso, Espírito Santo, Pernambuco, e parciais das Centrais Alagoas e São Paulo, foram totalizados 134.047 votos. Deste total, 129.151 registram a opção NÂO – equivalendo a 96,35% dos votos apurados. A opção SIM aparece em 3.927 votos, seguida de 768 nulos e 201 brancos.
Os números apurados no plebiscito indicam que mais de 97% dos votantes não querem que a Companhia Vale do Rio Doce continue nas mãos do capital privado. Esta parcial mostra a resposta do povo brasileiro a este crime de lesa-pátria, que o Governo e o Poder Judiciário podem reverter, anulando o leilão fraudulento que privatizou esse importante patrimônio do povo brasileiro.
Ainda nesta segunda-feira, a CUT nacional ecebeu informações de que as CUTs Minas Gerais, Ceará e Santa Catarina continuam a receber planilhas, sendo que, em Minas, a estimativa é de que sejam totalizados entre 300 e 400 mil votos.
A CUT solicita que todas as CUTs estaduais que ainda não enviaram planilhas de totalização, se empenhem em encaminhá-las com urgência à CUT Nacional, onde os votos estão sendo centralizados. O endereço para envio das planilhas é: vale@cut.org.br.

Fonte: Fenajufe