Lula defende na Síria soberania do povo iraquiano


Por Marcela Cornelli

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu colega sírio, Bashar Al-Assad, divulgaram nesta quinta-feira um comunicado conjunto em que pediram a aceleração do processo de transferência do poder no Iraque.

O texto do documento diz que é preciso “dar passos acelerados para pôr fim à ocupação do país” e defende que seja concedido à Organização das Nações Unidas (ONU) “um papel fundamental para que o povo iraquiano possa exercer sua soberania, escolher seu próprio governo e garantir a integridade de seu território”.

O comunicado foi divulgado durante o encerramento oficial da visita de Lula à Síria. Em um encontro na manhã desta quinta-feira, os dois presidentes também trataram da realização de uma reunião de cúpula entre países árabes e sul-americanos, que deve ocorrer no ano que vem.

Segundo o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, Lula e Assad falaram sobre o assunto no final da reunião, que também contou com a participação das esposas dos dois presidentes.

A proposta para o encontro é brasileira e uma data possível é agosto de 2004. A intenção é unir os países da Liga Árabe e os sul-americanos para aumentar as relações comerciais entre os dois grupos.

Fonte: BBC Brasil