Justiça Federal e do Trabalho se unem na Eleitoral para o Ato-Assembleia desta quinta


Os servidores da Justiça Federal deram, na Reunião Setorial desta terça-feira, dia 26, uma demonstração de que estão dispostos a parar pelo PCS. Na Reunião, com 52 servidores, os trabalhadores se manifestaram no sentido de que amadurece a hora de mostrar mais uma vez à cúpula do Judiciário que, sem os servidores, o Judiciário não anda. Foi aprovada a participação dos colegas da JF no Ato-Assembleia marcado para esta quinta-feira, dia 28, às 16 horas, no TRE, com indicativo de paralisar a Justiça Federal e fortalecer a luta na Eleitoral.

As falas foram no sentido de levar ao Ato-Assembleia a proposta de adesão ao “Apagão” na Justiça Eleitoral, indicado para os dias 4 e 5 (próximas quarta e quinta), último prazo para o registro de candidatura para as eleições. Esse indicativo será discutido no Ato/Assembleia de amanhã.

Na Reunião Setorial na Justiça do Trabalho, nesta quarta, os servidores presentes também debateram a necessidade de SC, que sempre foi protagonista nas lutas pelos PCSs anteriores, aderir à mobilização.

Participe do Ato/Assembleia desta quinta para a categoria discutir, em conjunto, a forma de mobilização para dias 4 e 5. Venha dar a sua contribuição no debate e fortalecer a luta. 

Como está a luta no país

– “Ensurdecedor!” Essa é a expressão que sintetiza o ato realizado pelo Sindjus, na tarde de ontem (26), na Câmara dos Deputados. Os servidores do Poder Judiciário com suas buzinas e cornetas tomaram a portaria da Câmara. Faixas, bandeiras, cornetas e uma banda de música ajudaram os servidores a dar o recado que foi dirigido especialmente ao relator do PCCR, deputado João Dado, e ao presidente da CFT, deputado Antônio Andrade.  O ato chamou a atenção de diversos parlamentares, que acenaram apoio à causa da nossa categoria, e também da grande imprensa, que fez a cobertura da nossa atividade, dando assim mais visibilidade à bandeira do nosso reajuste salarial. Uma carta, com as reivindicações dos servidores, foi entregue aos deputados. 

 – Servidores do Judiciário Federal do Piauí se reuniram nos cartórios do estado no primeiro dia de “apagão” do ano. A data foi aprovada pela Fenajufe como forma de fortalecer o movimento paredista para a semana que vem, quando será o período do registro eleitoral.

– Os servidores de Pernambuco fazem Assembleia nesta quinta para deliberar sobre o indicativo de Greve de 48 horas nos dias 4 e 5 de julho.

– A greve dos servidores do Judiciário Federal de Mato Grosso continua firme na Justiça Eleitoral, e o movimento vem crescendo a cada dia. De acordo com o Sindijufe-MT, a categoria avaliou que o fortalecimento da Greve nos próximos 9 dias é de suma importância para forçar um acordo com o governo visando à aprovação do PL 6613, uma vez que o registro de candidaturas na Justiça Eleitoral se encerra dia 5 de julho.

– Dia 28 começa a greve por tempo indeterminado em São Paulo. A decisão foi tomada em assembleia no dia 20 de junho e é um importante passo na luta pela conquista do PCS ainda neste semestre.

– Servidores do Amazonas entram em estado de greve e preparam ato para o dia 4

– Esta terça e quarta-feira é dia de Greve do Judiciário no Distrito Federal. Após promover uma paralisação de 24 horas, que contou com a participação massiva da categoria no último dia 20, os servidores que participaram da Assembleia do Sindjus-DF aprovaram Greve de 48 horas esta semana.