Jobim reúne hoje com Mantega. Na reunião governo pode apresentar proposta do aumento da GAJ


Por Marcela Cornelli

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Nelson Jobim, se reúne hoje, às 17h, com o ministro do Planejamento, Guido Mantega. A expectativa da Fenajufe é de que o PL nº 3804, que trata do aumento da GAJ, esteja na pauta do encontro. A Fenajufe vai tentar obter informações logo após a reunião entre o Executivo e o Supremo. Um grupo de servidores do Judiciário, dentre eles a Diretora Maria Aparecida Ferrari (JT Joinville), está na Câmara colhendo assinaturas dos deputados para o requerimento do regime de urgência urgentíssima do projeto. A Fenajufe também obteve a informação de que o governo encaminhou ao Congresso um projeto de lei de alteração do Orçamento Geral deste ano, que contempla a proposta de aumento da GAJ.

FENAJUFE pressionana parlamentares

Na última segunda-feira, dia 5/6, os diretores da Fenajufe, Roberto Policarpo e Ramiro López, acompanhados do assessor parlamentar da Federação, Antônio Augusto Queiroz, o Toninho do DIAP, se reuniram com o relator do projeto da GAJ na Comissão do Trabalho, deputado Paulo Rocha (PT/PA), para tratar da tramitação do mesmo. O relator informou que poderá fazer seu relatório oralmente caso o requerimento de urgência urgentíssima, solicitado pela Fenajufe, seja aprovado. O líder do governo, Professor Luizinho (PT/SP), também participou da reunião e se comprometeu a colocar na ordem de prioridade de votação o pedido de urgência urgentíssima tão logo a negociação com o governo seja finalizada. Com isso, o projeto será encaminhado diretamente para apreciação no plenário, onde receberá os pareceres de todas as comissões. Depois da reunião com Paulo Rocha e com Professor Luizinho, os dirigentes da Fenajufe procuraram o deputado Sigmaringa Seixas (PT/DF) para pedir que ele intercedesse junto ao Ministério do Planejamento com o objetivo de acelerar o fechamento da proposta. Se as negociações com o governo forem fechadas hoje e conseguirmos o regime de urgência urgentíssima o projeto poderia ser votado até sexta-feira, dia 9/6, último dia de trabalhos no Congresso, antes do recesso.

Da Redação com informações da Fenajufe