Greve dos servidores do INSS completa 16 dias hoje


A Greve dos servidores do INSS em todo o País entra na segunda semana.  A decisão de entrar em greve foi devido ao descumprimento de um acordo com o governo federal assinado em 2005 com o término da greve dos servidores. No acordo, o governo prometia discutir a regulamentação da Carreira dos trabalhadores, as condições de trabalho, a carga horária, entre outras medidas. No entanto, o governo não cumpriu o que prometeu e no dia 25 de maio baixou a Resolução nº 65, aumentando a carga horária dos trabalhadores do INSS de 6 horas para 8 horas e reduzindo os salários dos servidores que optarem por fazer 6 horas.
Nesta sexta-feira, dia 3 de julho, está agendada uma audiência com o Ministro  da Previdência, José Pimentel, com o Comando Nacional de Greve, em Florianópolis. A audiência é fruto da manifestação dos servidores do INSS em Greve em Santa Catarina , em conjunto com os servidores aposentados e pensionistas e com os servidores em Greve do Paraná, realizada em Itajaí no dia 26/6, durante a passagem do Presidente Lula pela cidade. O Ministro estará na Capital para participar de uma audiência pública na Assembléia Legislativa do Estado sobre a expansão da rede do INSS. A audiência com o Comando Nacional de Greve marcará a abertura de negociações entre o governo e a categoria. Os parlamentares do PT que estavam presentes no evento em Itajaí se comprometeram em abrir este canal de negociação.
O Ministro deverá chegar a Florianópolis às 15 horas desta sexta, mas, primeiramente, deverá participar da audiência pública na Assembléia Legislativa, que iniciará as 14 horas, com previsão para encerrar às 17 horas. O Sindprevs/SC está convocando toda a categoria em Greve para vir a Florianópolis participar de um Ato Estadual neste dia e ajudar na pressão pela audiência. A concentração em Florianópolis de dará em frente à Superintendência Regional Sul do INSS (na Praça Pereira Oliveira) no Centro, a partir das 11 horas. À tarde, os servidores irão em passeata até a Assembléia Legislativa para aguardar a audiência.
Por isso, pedimos apoio dos sindicatos e dos movimentos sociais para o Ato em frente à Superintendência do INSS no final da manhã e para a manifestação à tarde na Assembléia Legislativa. Contamos com o apoio de todos nesta luta!
 
A Greve em Santa Catarina tem 70% de adesão e atinge 20 cidades: Florianópolis, São José, Alfredo Wagner, Biguaçú, Palhoça,Tijucas, Lages, Blumenau, Brusque, Itajaí, Rio do Sul, Timbó, Joinville, Mafra, Criciúma, Tubarão, Içara, Sombrio, Chapecó e Miguel do Oeste. 
 
Veja a repercussão internacional da greve em: