FÓRUM MUNDIAL DE JUÍZES: 3ª edição discute independência do Poder Judiciário


Porto Alegre – Palestrantes da América Latina e da Europa estarão reunidos na capital argentina para o 3º Forum Mundial de Juízes, que será realizado de 30 de agosto a 1º de setembro, na Faculdade de Direito e Ciências Sociais da Universidade de Buenos Aires. As discussões tratarão dos seguintes temas: Estado de direito e a separação de Poderes como pilares da independência do Poder Judicial, o papel da administração da Justiça na defesa e na promoção dos direitos humanos, a morosidade dos processos, aspectos financeiros, formação dos juízes advogados e liberdade de expressão. No primeiro dia do encontro, o presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, desembargador Cláudio Baldino Maciel, coordenará um debate sobre a Proposta de Reformas do Banco Mundial para os Poderes Judiciais Latino-Americanos.

Segundo o coordenador do evento, João Ricardo dos Santos Costa, a idéia de manter um fórum regular surgiu à época do primeiro Fórum Social Mundial (FSM), sediado em Porto Alegre. Na segunda edição do FSM, os juízes promoveram uma oficina sobre o documento 319 do Banco Mundial (que propõe, para a América Latina, a criação dos Mecanismos Alternativos de Resolução de Conflitos, considerado pela maior parte da magistratura como um processo de privatização da Justiça e o afastamento dos advogado dos procedimentos judiciais) e decidiram criar o Fórum Mundial de Juízes.(Fonte: Carta Maior)