Entidades protestam hoje em SP na frente do consulado americano


Por Imprensa

A canção de Chico Buarque “Apesar de Você” embalará o protesto da CUT, UNE e outras entidades, diante do consulado dos Estados Unidos em São Paulo, nesta quarta-feira (16/2). A manifestação coincide com a adoção do Protocolo de Quioto, que marca nova fase para proteção climática no mundo, mas esbarra na negativa dos EUA em assinar o documento. Os participantes levarão faixas com os dizeres “Apesar de vocês, temos Quioto”. Será colocada uma bóia simbolizando o salvamento do clima do planeta através do Protocolo de Quioto no Consulado Americano.

O objetivo é reforçar a pressão em todo o mundo para que o governo americano aceite aderir ao Protocolo. As manifestações no Brasil e no exterior pretendem alertar que o mundo não será refém do governo americano.

Inauguração

O ato público “Clima pela Terra e Paz”, acontecerá noinício da tarde de hoje, aproveitando que haverá também uma inauguração do novo endereço do consulado em São Paulo.

Neste novo endereço, que fica na Chácara Santo Antônio, a representação diplomática dispõe de muito mais espaço — 5,6 hectares — para manter bem distantes os protestos. E conta ainda com o sofisticado sistema de segurança ali montado pela empresa americana Alutiiq, já que o principal motivo da mudança foi a política externa do governo George W. Bush após o 11 de Setembro.

Carta a George W. Bush

Durante o protesto, uma carta endereçada ao presidente Bush será entregue pedindo a adesão dos EUA ao Protocolo. “Queremos deixar marcada nossa insatisfação com o governo que é o maior responsável pelas emissões de gases de efeito estufa do mundo, que prioriza o desenvolvimento econômico a qualquer preço em detrimento da preservação da vida e das futuras gerações”, afirmou Luiz Marinho, presidente nacional da CUT.

No Brasil, mais de 200 pessoas devem participar da atividade, que contará com entidades de movimentos ambientalista, social e sindical, como o FBOMS (Fórum Brasileiro de ONGs e Movimentos Sociais para o Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente), CUT (Central Única dos Trabalhadores), Greenpeace, MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), Instituto Vitae Civilis, CMS ( Coordenação dos Movimentos Sociais), GTA (Grupo de Trabalho da Amazônia – Núcleo Amigos da terra Brasil) e UNE (União Nacional dos Estudantes).

Além do protesto em São Paulo, outras atividades serão realizadas em Manaus, Porto Alegre e Brasília.

Protestos pelo Mundo

Em todo Mundo, a data será celebrada em mais de 40 países por ativistas da rede CAN (Climate Action Network, “Rede de ação do Clima”). Na cidade japonesa de Quioto, um balão de ar quente sobrevoará o Templo Kiyomizu. Em Pequim, jovens ativistas discursarão no topo da colina Jingshan, atrás da Cidade Proibida, explicando a necessidade da troca global pelas energias renováveis e eficiência energética.

Organizações participantes da rede promoverão celebrações nas cidades de: Bonn/Alemanha, Moscou/Rússia, Madri/Espanha, Helsinque/Finlândia, Sidney/Austrália, Bangalore/Índia, Hong Kong/China e Suva/Fiji, entre outras.

Fonte: Portal Vermelho