CUT realizará marcha à Brasília pelo salário mínimo e pela correção do IR


Por Imprensa

A CUT fechou ontem a programação da “Marcha sobre Brasília pela Recuperação do Salário Mínimo e Correção da Tabela do Imposto de Renda”. A Marcha será realizada de 13 a 15 de dezembro. A CUT quer incluir o aumento do mínimo nas discussões do Orçamento da União para 2005, antes que seja votado.

O movimento sindical de pelo menos 13 Estados deve participar da manifestação. Os dirigentes irão se concentrar, dia 12, à noite, em Luziânia, GO, para, na manhã seguinte, iniciarem a caminhada à pé rumo à Esplanada dos Ministérios, em Brasília, com chegada prevista para o dia 15. Os sindicalistas irão caminhar 15 km por dia.

Em Brasília, a CUT instalará uma lona de circo, em frente ao Congresso Nacional, para recepcionar os manifestantes. Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, também estarão na capital federal nesta data, para engrossar o movimento.

Durante o dia 15 de dezembro, comissão de dirigentes tentará reunir-se com o presidente Lula, visitar ministros e parlamentares em seus gabinetes, para convencê-los a introduzir a discussão do aumento do salário mínimo nas votações do Orçamento de 2005.

Nos estados serão programadas atividades a partir do dia 8 de dezembro. A CUT distribuirá panfletos no momento da partida das caravanas estaduais. Estão programados atos públicos durante a caminhada de Luziânia a Brasília.

Imposto de renda

A CUT também quer debater, durante esta manifestação, a correção da tabela do Imposto de Renda. O presidente da Central lembrou que o governo comprometeu-se em discutir uma proposta ainda este ano. Para ele, a medida anunciada em junho – e que passou a vigorar no segundo semestre –, de aplicação de redutor de R$ 100,00 na tabela, foi paliativa.

Fonte: Portal Vermelho