Comando de mobilização continua articulações na Câmara pelo PCS


Conforme indicação da reunião ampliada deste domingo [12], a Fenajufe e os sindicatos de base retomaram os trabalhos de mobilização nesta semana, com objetivo de garantir a abertura efetiva das negociações entre o Judiciário e o governo federal pela aprovação do PL 5845/05, que revisa o PCS dos servidores do Judiciário. Hoje pela manhã, o Comando Nacional de Mobilização, formado pelos diretores da Fenajufe Ramiro López, Maria da Graça Sousa e Jacqueline Albuquerque; os representantes do Sintrajufe/RS Itamar Nunes, Mara Weber e Marília Caletti; a diretora do Sinje/CE, Eliete Maia; e a diretora do Sisejufe/RJ, Lucilene Lima; iniciaram os trabalhos logo cedo.
Às 9h, as diretoras Graça e Jacqueline, junto com as representantes do Rio Grande do Sul Mara e Marília, foram ao aeroporto de Brasília encontrar com o deputado Walter Pinheiro [PT/BA]. No encontro, as servidoras solicitaram informações sobre os contatos feitos pelo parlamentar, em Salvador, com o relator do projeto, deputado Geddel Vieira Lima [PMDB/BA]. Walter informou que cobrou de Geddel a apresentação imediata do relatório favorável ao projeto. O deputado orientou à Fenajufe e aos sindicatos que continuem as conversas com Geddel para pressioná-lo a apresentar o mais rápido possível o relatório na Comissão de Finanças.

Deputados reforçam apoio ao PCS

Ainda pela manhã, o Comando Nacional de Mobilização esteve na Câmara dos Deputados, oportunidade em que conversou com alguns parlamentares. O primeiro dele foi o deputado Wasny De Roure [PT/DF], membro titular da Comissão de Finanças e Tributação.
Os dirigentes sindicais apresentaram ao deputado o projeto do PCS, o parecer do CNJ – favorável à aprovação – e um documento argumentando a necessidade da revisão do Plano. Os diretores da Fenajufe informaram a Wasny o resultado dos contatos feitos na semana passada, que apontaram a necessidade de uma maior articulação para garantir o início das negociações com o Executivo.
Wasny argumentou que o momento é de definir estratégias para abrir as negociações. Ele lembrou que hoje, às 19h, acontecerá uma reunião de alguns deputados do PT com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, e que o projeto do PCS será incluído na pauta da reunião. O parlamentar também se comprometeu a tentar incluir o tema no Conselho de Ministros – formado pelos Ministérios do Planejamento e Fazenda e Casa Civil -, que discute as questões orçamentárias no governo.
Em seguida, o Comando Nacional de Mobilização se reuniu com o deputado Tarcísio Zimermann [PT/RS], que reafirmou seu apoio à reivindicação da categoria e garantiu que pautará o projeto do PCS na reunião de hoje com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo. Na avaliação do parlamentar, é fundamental que a Fenajufe continue cobrando da cúpula do Judiciário a definição de um acordo com o Executivo para viabilizar a previsão orçamentária.
No início da tarde, os membros do Comando conversaram com o deputado Sigmaringa Seixas [PT/DF], antes da reunião de bancada. Sigmaringa informou que vem mantendo os contatos com o presidente do STF, ministro Nelson Jobim, para falar sobre o PCS do Judiciário. De acordo com o deputado, o ministro reafirmou o compromisso feito na semana passada de intensificar esta semana as negociações com o governo federal, para que o projeto seja votado logo no Congresso.
Fenajufe ressalta a necessidade de reforçar as mobilizações
A orientação da reunião ampliada é para que a Fenajufe e os sindicatos intensifiquem as atividades de mobilizações a partir desta semana. Os contatos com os parlamentares em Brasília são fundamentais, mas a atuação da categoria em todo o país também é necessária e fortalece os trabalhos do Comando Nacional de Mobilização. Os sindicatos devem continuar se reunindo com os deputados nos Estados.
A Fenajufe reafirma a orientação da ampliada e indica que os sindicatos realizem as assembléias de base para discutir com a categoria as estratégias de luta. Neste momento, é fundamental a participação de todos os servidores, em todo o país, na campanha pela aprovação imediata do PCS.

Fonte: Fenajufe (Leonor Costa)