Cinco motivos para parar nesta quarta e lutar por reajuste


Quarta é dia de Greve no Judiciário Federal em Santa Catarina. A orientação da Fenajufe é que todos os Sindicatos construam com a categoria a deflagração da Greve por tempo indeterminado nesta primeira quinzena de agosto, garantindo que até o dia 15 todos estejam com suas atividades paralisadas. Leia e avalie a importância de aderir ao movimento: 

*Agosto é o mês crucial para garantir a inclusão dos valores do PCS na proposta orçamentária de 2013. 37 categorias do Executivo estão em Greve. 

*O STF tem até o dia 15 de agosto para enviar sua peça orçamentária à Secretaria de Orçamento Federal do MPOG e até o dia 31 de agosto o governo deve encaminhar a proposta final da LOA de 2013 para o Congresso Nacional. 

*O ministro Ayres Britto continua afirmando que está empenhado para buscar uma solução ao impasse, mas sabemos que até agora não há qualquer acordo por parte do Palácio do Planalto. Esse acordo só sairá se a categoria pressionar.

*Neste dia 8 de agosto, a Greve do Judiciário Federal ganhará mais reforço com a entrada dos servidores de São Paulo e de Mato Grosso.  

*Desde a aprovação de nosso último reajuste, em junho de 2006, até junho de 2012, a inflação aumentou 37,91%. No mesmo período a arrecadação do governo federal cresceu acima da inflação. O problema é que a atual política do governo Dilma prejudica os servidores para beneficiar a especulação financeira. O orçamento de 2012 tem mais de 47% dos gastos destinados ao pagamento da DÍVIDA – juros, amortizações e refinanciamento. Em 2011, do total do orçamento, mais de 44% foram para o pagamento da dívida. 

Por isso nesta quarta a categoria precisa se unir e paralisar as atividades. Quem lutou pelos outros três PCSs sabe que reajuste não vem de graça. Não dá para ficar parado, com o risco de ver 2013 passar sem revisão salarial, enquanto aumentam as metas, a cobrança por produtividade e as consequências para a saúde. Pare HOJE e diga SIM à valorização do nosso trabalho!