Tarso Genro admite na Câmara que reforma universitária é polêmica


Por Marcela Cornelli

O ministro Tarso Genro admitiu hoje, em depoimento à Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, ao anunciar as prioridades de sua pasta, que a reforma universitária é polêmica e vai gerar muitas discussões. Ressaltou, no entanto, que a proposta deverá estar concluída até o final do ano.

Alfabetização, a criação do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica e a reforma universitária foram os pontos destacados pelo ministro.

Tarso Genro adiantou que uma das idéias é estatizar vagas nas universidades particulares, que seriam destinadas às camadas mais pobres da população, aos afro-descendentes e índios. Ele reafirmou que todos os setores interessados na reforma serão ouvidos.

Fonte: Agência Brasil