Sociedade civil entrega propostas a chefes de Estado do Mercosul


Nesta sexta-feira (19), durante a XXXII Cúpula dos Chefes de Estado do Mercosul, no Rio de Janeiro, representantes de movimentos e organizações populares dos cinco países do bloco vão entregar aos chefes de Estado a Declaração Final resultante da I Cúpula Social do Mercosul. Uma comissão de entidades representativas da sociedade civil oficializará a entrega do documento, acompanhada do ministro Luiz Dulci, da Secretaria-Geral da Presidência da República, coordenador da I Cúpula Social.
O documento foi referendado por mais de 500 representantes da sociedade civil dos países membros e de países associados, como o Chile e Bolívia, durante a realização da I Cúpula Social, ocorrida em Brasília, nos dias 13 e 14 de dezembro de 2006.
A Declaração Final contém recomendações para o fortalecimento da agenda social e da participação dos movimentos sociais no processo decisório do Mercosul. Com esta iniciativa, os movimentos sociais abrem uma perspectiva de participação permanente e efetiva no processo de aprofundamento da integração regional do bloco.
Durante a I Cúpula Social do Mercosul nove grupos se dedicaram à discussão de temas como: Agricultura familiar, reforma agrária, economia solidária, segurança alimentar, educação, saúde, juventude, cultura, trabalho decente, migrações, integração dos povos, meio ambiente, infra-estrutura e energia. Também foram debatidos a integração e modelo de desenvolvimento, participação cidadã, tratados de livre comércio e gênero, raça e etnia.
Além da XXXII Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, será realizada a Reunião Ordinária do Conselho do Mercado Comum (CMC). Os eventos contarão com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dos presidentes dos países membros e associados do Mercosul.

Fonte: Secretaria-Geral da Presidência da República