Sindicato dos Bancários entrega denúncia de perseguição política no Besc ao MP


Por Marcela Cornelli

Dirigentes sindicais e a assessoria jurídica do SEEB Floripa entregaram hoje ao Ministério Público do Trabalho, denúncia de perseguição política ao delegado sindical do Besc, Moacir Tomaz de Oliveira.

No dia 1º de junho o banco publicou portaria descomissionando o delegado, eleito em Assembléia para estar, junto com o sindicato, nas negociações com o Besc, durante a greve de março deste ano.

A Procuradora-Chefe do MP, Marilda Rizzatti recebeu a denúncia e ouviu o relato do dr. Maurício Pereira Gomes, assessor jurídico do sindicato e do próprio trabalhador, que também esteve presente na entrega da denúncia. “Frisamos que este não é um problema individual e abre-se um precedente perigoso, pois essa atitude do Banco está indo de encontro ao compromisso de não retaliação aos trabalhadores que fizeram greve e também aos que são delegados sindicais”, destacou o assessor jurídico do sindicato.

Em solidariedade ao trabalhador, os delegados sindicais do Besc fizeram um manifesto repudiando a postura arbitrária da direção do banco. Uma vigília de três dias foi feita na frente da Agência Central do banco, onde foi distribuída carta aberta à população denunciando este abuso.

Fonte: SEEB Floripa