SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE, QUEM GANHA É A SOCIEDADE


Os governos cada vez menos investem e não valorizam os trabalhadores do serviço público.  O orçamento do governo para pagar os servidores é o menor dos últimos 17 anos, se comparado ao que a União arrecada com impostos. Precisando trabalhar cerca de quatro meses, somente para pagar impostos ao governo, o trabalhador não consegue ver a contrapartida na qualidade dos serviços que devem ser prestados pelo Estado. Hoje, 47% do orçamento da União vai para o pagamento dos títulos das dívida no mercado financeiro. Isso ajuda a explicar o sucateamento dos serviços públicos.

Nós, servidores públicos, atendemos você em áreas como educação, saúde, previdência, meio ambiente, justiça, estatísticas e segurança pública. O papel do Estado se expressa pelo nosso trabalho . Mas os recordes de arrecadação só servem para engordar os cofres dos banqueiros.  A oferta de serviços não é melhorada e os nossos salários são mantidos congelados. É a política do governo Dilma, de reajuste zero, o que é um desrespeito aos servidores. A crise internacional é apontada como a responsável por essa situação.

Mas não é bem assim. Entre 2011 e 2012 o governo já concedeu ao empresariado cerca de R$ 155 bilhões em isenção fiscal. Enquanto isso, no mesmo período, retirou das áreas sociais mais de R$ 105 bilhões. Além disso, privatizou a previdência dos servidores, que ficará dependente do mercado financeiro. Também permitiu que fundações privadas passassem a gerir serviços essenciais, como estão fazendo com o Hospital Universitário (HU)  e o Hospital Florianópolis. Nos estados e municípios, os governos estão fechando escolas. Em várias áreas, há falta de servidores, que precisam atender a população com base em metas, como na Previdência. Isso faz com que as pessoas fiquem horas à espera de atendimento, e os servidores trabalhem no limite do estresse.

Por isso hoje, DIA NACIONAL DE LUTAS, estamos esclarecendo a população que nossa luta é por mais escolas, universidades, hospitais, postos do INSS, varas trabalhistas e previdenciárias, fiscalização, cultura etc, luta para que o governo Dilma respeite não só os servidores como toda a população trabalhadora, que depende de nosso trabalho para obter atendimento de qualidade.

Fórum dos Servidores Públicos Federais em Santa Catarina