Paim e Simon anunciam voto a favor da reforma da Previdência e defendem ajustes na PEC paralela


Por Marcela Cornelli

O senador Paulo Paim (PT-RS) disse que vai votar a favor da proposta de emenda à Constituição nº 67 porque as negociações em torno da reforma da Previdência avançaram. Ele disse ter confiança de que pontos em sua avaliação fundamentais, como subteto, paridade, isenção da taxação para aposentados com doenças incapacitantes e regras de transição para atuais aposentados estarão assegurados na nova proposta de reforma à Previdência que deverá ser discutida pelo Congresso.

Paim disse ter essa convicção após ter conversado com o ministro da Previdência, Ricardo Berzoini, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com o presidente do Senado, José Sarney, e com o presidente da Câmara, João Paulo Cunha, bem como com todos os líderes, que lhe garantiram que a PEC paralela será votada em janeiro.

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) também assegurou voto favorável à PEC 67 por ter convicção de que ajustes serão feitos na PEC paralela. Ele lamentou, entretanto, a falta de espaço para debate no Senado sobre a matéria.

Fonte: Agência Senado