Outras categorias também preparam greve nacional


Por Marcela Cornelli

Na Plenária Nacional, as outras entidades que se reúnem na Cnesf informaram o resultado de suas plenárias setoriais. A maioria das categorias está se preparando desde o mês passado para a deflagração da greve nacional. Algumas já estão em processo de paralisação, como a Unafisco Sindical (representante dos fiscais da Receita Federal), que vem fazendo greve de quatro dias todas as semanas, e a Fenasps (Seguridade Social e Saúde) que inicia o movimento grevista hoje, dia 20 de abril.

Mesmo as categorias que foram atingidas pelo reajuste apresentado pelo governo decidiram entrar na greve por considerarem que a proposta não contempla a principal reivindicação do conjunto dos servidores. Essas categorias rejeitaram, com vigor, a política do governo de basear os reajustes em gratificações de desempenho.

Ao aprovar a greve para o dia 10 de maio foram consideradas as particularidades de cada categoria. Como a Fenajufe, algumas entidades também estão trabalhando a deflagração do movimento para dias imediatamente posteriores ao dia 10.

Fasubra (representante dos técnicos administrativos das universidades federais), Andes (sindicato dos docentes das universidades), Sinasefe (docentes e técnicos administrativos das escolas técnicas e agrotécnicas federais e Cefets), Condsef (ministérios, empresas públicas e autarquias), Assibge (funcionários do IBGE), Fenasps e Unafisco Sindical foram algumas das entidades que já se comprometeram com o processo de construção da greve nacional.

Além do reajuste emergencial linear, várias categorias têm reivindicações específicas. Reestruturação de planos de carreiras, cumprimento de acordos de greve e incorporações de gratificações específicas estão entre os pontos da pauta de reivindicações das entidades.

Fonte: FENAJUFE