Nova direção do Sintrajusc toma posse nesta sexta-feira (18)


A nova diretoria do Sintrajusc (gestão 2021-2023) toma posse nesta sexta-feira (18) tendo como principal desafio, já no início de 2021, a luta contra a Reforma Administrativa.

Um dos coordenadores gerais, Paulo Roberto Koinski, reeleito pela única chapa que concorreu ao pleito, afirma que na política econômica capitaneada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, está o eixo da Reforma Administrativa, com a supressão de mais de uma dezena de direitos e destinação dos valores auferidos com tais medidas ao sistema financeiro, credor de uma dívida pública não auditada. “A redução dos vencimentos dos servidores civis é projeto político deste governo e dos partidos aliados, e por isso não podemos baixar a guarda no final do ano e nem no início do próximo”, alerta o diretor.

Os novos desafios impostos pela pandemia de Covid-19 também são preocupações da nova gestão, que irá buscar melhores condições de trabalho nas modalidades presencial, remoto e teletrabalho. As lutas também serão pela defesa da estabilidade, do reajuste salarial, da data base e do concurso público, que dependem da derrubada da Emenda Constitucional 95. Essa emenda criou o chamado Teto de Gastos, que ano a ano estrangula o orçamento do Judiciário e impede novas contratações e reposição das vagas abertas pelas aposentadorias.

Na luta contra o assédio moral e sexual nas relações de trabalho, os objetivos são fortalecer e ampliar os canais de comunicação com os servidores e servidoras, estimulando iniciativas como o Grupo de Trabalho Antonieta de Barros (servidores negros e negras, mulheres e LGBTI+). Também serão mantidas as lutas pelo NS para técnico e pela melhoria dos Benefícios Assistenciais. Para a formação dos servidores, o Sintrajusc manterá a parceria com o projeto Fazendo Escola.

2020 mostrou a necessidade de fortalecer cada vez mais o Sindicato, ampliando as filiações e estreitando o contato com aposentados e pensionistas, para que a entidade tenha cada vez mais condições de defender os servidores na esfera política – junto aos três poderes – administrativa e jurídica, em um cenário ainda mais desafiante para a organização dos servidores do Judiciário.

 

Confira a nominata

 

COORDENADORES GERAIS

Paulo Roberto Koinski

Denise Moreira Schwantes Zavarize

Laércio Flávio Bonamigo

COORDENADORES EXECUTIVOS

Coordenadoria de Finanças e Patrimônio

Paulo Ricardo Ferreira Borba

Elça de Andrade Faria

Coordenadoria de Cultura, Promoção Social e Esporte

Breno Claudio Bauer

Coordenadoria de Comunicação  e Imprensa

Nildomar Freire Santos

Coordenadoria Jurídica

Luiz Antônio Motta Schneider

Coordenadoria de Formação Sindical

Maria José Olegário

Coordenadoria para Assuntos de Aposentadoria e Pensão

Vilson Medeiros

Coordenadoria para Assuntos de Saúde do Servidor

Edemar Luiz Maleski

COORDENADORES REGIONAIS      

Região Norte 

Marlucio Bittencourt

Região Planalto

Marco Antonio Pereira Madruga

Região Oeste  

Clovis Miguel Massignani

Região Sul   

Miguel Mário Nápoli

Região do Vale do Itajaí

Josefa Cristina Leitão de Assunção