MST pressiona governo federal para assentar 600 famílias em SC


Por Imprensa

Desde ontem (12/10), cerca de 350 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) estão ocupando a sede da Fazenda Esperança, em Abelardo Luz, no Oeste de Santa Catarina.

Hoje, o comandante de policiamento da PM de Xanxerê, Renato Nilton Ramos, afirmou que os agricultores querem fazer pressão no governo federal, que prometeu assentar 600 sem terra no Estado até 2004.

Segundo Pedro Rocha, da coordenação estadual do MST, no acampamento oferecido pelo governo, não havia como as famílias plantarem e por isso decidiram ocupar a administração da fazenda.

O movimento diz que a propriedade tem 6 mil hectares e não cumpre sua função social. Além disso, os sem terra afirmam que há crimes ambientais na fazenda como a derrubada de araucárias.

“A fazenda tem criação de gados, aves e tem valor de mercado. Neste sentido, é altamente produtiva”, afirmou Ramos.

Não houve confronto entre os ocupantes e os funcionários da fazenda.

Os integrantes do MST encontraram na sede da propriedade três winchester, duas espingardas calibre 12 e dois fuzis, que foram entregues para a polícia.

Fonte: Clic RBS