MP 394 pode ser votada com o texto original


Após uma forte atuação durante os dois últimos dias na Câmara dos Deputados, o coordenador da Fenajufe Cláudio Azevedo, juntamente com vários outros representantes da categoria, obteve a informação de que a bancada do governo fechou um acordo para votar o texto original da Medida Provisória 349/07, sem alterações Com esta decisão, a votação da MP não contemplará a reivindicação da Fenajufe e dos sindicatos filiados, de incluir de forma explícita no Estatuto do Desarmamento a regulamentação do direito ao porte de armas para os agentes e inspetores de segurança do Judiciário Federal.

Além de Cláudio Azevedo, também conversaram com os deputados a coordenadora da Fenajufe Lúcia Bernardes e o diretor do Sisejufe/RJ Valter Nogueira [também coordenador suplente da Federação]. Os dirigentes sindicais estiveram ontem [07] com o relator da MP, Pompeo de Mattos [PDT/RS], e com outros deputados, como Maria do Rosário [PT/RS], Iriny Lopes [PT/ES], Tarcísio Zimermann [PT/RS], Henrique Fontana [PT/RS] e José Eduardo Cardozo [PT/SP]. Em todas estas conversas, os servidores reforçaram as reivindicações dos agentes de segurança.

O relator da MP, Pompeo de Mattos, garantiu aos coordenadores da Fenajufe que está articulando um acordo para apresentar um projeto específico que atenda aos agentes e inspetores de segurança do Judiciário, incluindo a regulamentação do porte de armas no Estatuto. O objetivo é garantir que a decisão da bancada do governo não inviabilize a possibilidade de mais uma conquista para a categoria.

Os coordenadores da Fenajufe continuarão os trabalhos com toda a intensidade nos próximos dias para garantir que se estabeleça um acordo em favor dos servidores.

Fonte: Fenajufe (Leonor Costa)