Líderes fecham acordo para destrancar pauta do plenário da Câmara


As lideranças partidárias na Câmara dos Deputados conseguiram chegar a um acordo para destrancar a pauta de votação do plenário da Casa. Os deputados das bancadas de oposição e do governo decidiram votar as 20 medidas provisórias, com acordo, e retirar os cinco projetos com urgência constitucional que trancam a pauta da Câmara.
Segundo informações repassadas aos servidores pelo líder do PT, deputado Henrique Fontana [RS], os líderes não fecharam acordo sobre a PEC nº 349/01, que acaba com as votações secretas nas deliberações do Congresso Nacional. De acordo com ele, a bancada governista defende o voto aberto para todas as votações, mas a oposição quer apenas para as deliberações relacionadas à cassação de mandato parlamentar. Com isso, a PEC será votada hoje nominalmente, em plenário, conforme prevê o regimento interno da Câmara.
Henrique Fontana informou também que após a apreciação das MPs e da PEC nº 349/01, os deputados votarão o PLP nº 123/04, referente à Lei Geral das Micros e Pequenas Empresas. Ainda de acordo com ele, em seguida poderá ser votado o PL 5845/05. Os servidores do Judiciário Federal continuavam ontem à noite no Salão Verde da Câmara falando com outros deputados e líderes partidários e pedindo apoio à aprovação dos projetos que revisam os PCSs. O Sintrajusc está representado pelos servidores Paulo Roberto Koinski, Miguel Inácio e Carlito Andrade. Novas informações serão repassadas ainda hoje para a categoria.

Com informações da Fenajufe (Leonor Costa)