Leia nota do Presidente da República em Exercício sobre a morte dos fiscais e do motorista


Por Janice Miranda

Leia nota de José Alencar

“A consciência cívica da Nação se cobre de luto e indignação diante do covarde assassínio, na região Noroeste de Minas Gerais, dos Auditores Fiscais do Trabalho Eratóstenes de Almeida Gonçalves, João Batista Soares Lage, Nelson José da Silva e do motorista Ailton Pereira de Oliveira.

A serviço da Lei e da Justiça, esses brasileiros foram vítimas de insanidade e violência inadmissíveis num país que cultua os valores do Direito e da Liberdade. Essa brutalidade não ficará impune, pois todos os recursos foram mobilizados para a identificação dos criminosos.

“Uma força-tarefa, constituída do ministro do Trabalho, Ricardo Berzoini, do ministro Nilmário Miranda, da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, da sub-procuradora da República, Maria Eliane de Faria, de representantes do Ministério Público Federal, do Departamento de Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e das Polícias Civil e Militar de Minas Gerais, já se encontra na região para as providências necessárias à apuração dos fatos.

“Traduzindo o sentimento fraterno da nossa gente, queremos levar às famílias enlutadas, às autoridades, aos colegas de trabalho e ao povo mineiro o pesar e a solidariedade de todos os brasileiros.”

Brasília, 28 de janeiro de 2004.

José Alencar Gomes da Silva
Presidente da República, em Exercício

Fonte: Agência Carta Maior